10°/ 20°
Belo Horizonte,
31/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alckmin assina início das obras de parque tecnológico

Agência Estado

Publicação: 04/07/2014 16:01 Atualização:

Santos, 04 - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinou nesta quinta-feira, 4, autorização para o início das obras de construção do Parque Tecnológico de Santos, empreendimento que já conta com mais de R$ 16 milhões de recursos, sendo R$ 10 milhões do governo do Estado e R$ 6 milhões da prefeitura. O parque vai abrigar empresas voltadas aos setores de petróleo e gás natural, energias renováveis, porto, logística, tecnologia da informação, desenvolvimento urbano e meio ambiente. O anúncio foi feito na manhã de hoje, durante a solenidade de entrega da restauração do Museu de Pesca que, após permanecer fechado por mais de um ano para obras, será aberto à visitação pública a partir deste sábado,5.

"Com a instalação do Parque Tecnológico de Santos, estamos olhando para o futuro, porque o empreendimento unirá universidades, empresas e institutos de pesquisa, fazendo com que Santos entre na vanguarda da inovação tecnológica, do avanço e da ciência para o desenvolvimento", ressaltou o governador. O parque será erguido em uma área de 220 mil metros quadrados, entre os bairros do Valongo e Vila Mathias. O gerenciamento de todas as atividades ficará a cargo da Fundação Paque Tecnológico de Santos;

Ainda durante a solenidade do Museu de Pesca, Alckmin recebeu as chaves do novo prédio da Escola Técnica Estadual (Etec) , a terceira instalada no município, que vai oferecer cursos nas áreas

de logística, petróleo e gás e portos, além de um curso técnico integrado ao ensino médio. A escola vai funcionar ao lado do Parque Tecnológico.

Museu

Bastante descontraído, o governador contou que o pai dele, o veterinário José Geraldo Rodrigues Alckmin, foi diretor do Instituto de Pesca, ao qual está ligado o museu, no período de 1947 a 1949, quando a família veio morar em Santos, antes de se deslocar para Pindamonhangaba, onde ele nasceu. Uma sala em homenagem ao pai de Alckmin foi instalada no museu, que conta como ponto alto uma ossada de baleia, com um esqueleto que pesa sete toneladas e tem 23 metros de comprimento.

"Foi feito um restauro muito caprichado neste prédio, que tem grande valor histórico, cultural, científico e turístico", afirmou o governador, completando: "afinal, quem não veio alguma vez visitar esse esqueleto fantástico aqui exposto".

Além da ossada, o museu possui um rico acervo, composto por esqueletos de vários animais marinhos, animais empalhados e várias espécies do ecossistema do litoral paulista, como um lula gigante, com cinco metros de comprimento e 91 quilos.

O prédio do Museu de Pesca foi construído em 1908. O local foi escolhido no século 18 como um forte para cruzar fogo com a Fortaleza da Barra, do outro lado do canal, para atirar na defesa de Santos e São Vicente. O imóvel foi erguido no lugar do Forte Augusto, destruído em 1894. Antes de fechar para restauração, o Museu de Pesca vinha apresentando uma média de 65 mil visitantes por ano.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.