Concessionária faz campanha nas férias escolares sobre cuidados para soltar pipa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/06/2014 13:18

Agência Brasil

Em 2013 e nos primeiros meses de 2014, mais de 1 milhão de unidades consumidoras tiveram o fornecimento de energia afetados por linhas de pipas em 26 municípios do Rio de Janeiro, segundo a Light, uma das concessionárias de energia elétrica que atuam no estado. O problema é maior nas férias escolares, por isso a empresa está fazendo uma campanha de conscientização sobre práticas seguras no uso da pipa para este período.
pipa

Dentre as orientações, estão a de soltar pipa em áreas abertas e longe de aeroportos e redes elétricas, além de evitar soltar em dias de chuva, já que o brinquedo – também chamado de papagaio, arraia, pandorga ou pepeta, a depender da região do país - funciona como para-raios, conduzindo energia.

Outro alerta é não usar cerol na linha, material altamente cortante, por ser perigoso e proibido por lei. A Light também recomenda que a pipa não tenha rabiola, que se agarra aos fios da rede elétrica, nem papel laminado, pois ao tocar um fio elétrico pode provocar curto-circuito e deixar um bairro inteiro sem luz.

As festas nos meses de junho e julho também trazem outro perigo, que é a prática de soltar balões, crime previsto no Código Penal e que pode causar interrupção de energia em uma grande área devido a curto-circuito e queda de cabos, além de incêndios. A companhia ressalta que se balões e pipas encostarem ou enroscarem na fiação elétrica, a ocorrência deve ser comunicada pelo telefone 0800-021-0196.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.