17°/ 30°
Belo Horizonte,
31/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

EUA tem 90 dias para pedir extradição de mexicano preso

Agência Estado

Publicação: 17/06/2014 13:31 Atualização:

Brasília, 17 - A Polícia Federal (PF) informou que os Estados Unidos têm até 90 dias para pedir ao governo brasileiro a extradição do narcotraficante mexicano José Diaz-Barajas do Brasil. Procurado pela agência antidrogas americana (DEA), ele foi preso pela PF na noite de segunda-feira, 16, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, de onde embarcaria para Fortaleza para acompanhar o jogo entre Brasil e México hoje.

Diaz-Barajas, de 49 anos, estava acompanhado da mulher e de dois filhos menores. Enquanto não sai o pedido de extradição, ele ficará detido no presídio Ary Franco, no Rio. O governo americano tem até três meses para pedir a extradição via Itamaraty para o Ministério da Justiça. A análise, no entanto, é feita pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O nome do mexicano consta na "difusão vermelha" da Interpol, banco de dados para pessoas que estão sendo procuradas para prisão e extradição. A PF começou a monitorá-lo desde que o mexicano comprou o ingresso dele e da família para o jogo de hoje. Diaz-Barajas produzia drogas sintéticas com insumos provenientes da Ásia e tudo era exportado para os Estados Unidos. O mexicano usava conexões com outros países na América Central - Belize e Guatemala - para pagar os fornecedores.

Segundo o coordenador-geral de cooperação internacional da Polícia Federal, Luiz Cravo Dorea, o mexicano não usou documentos falsos para entrar no País e não foi preso com drogas "Ele não achava que estava sendo procurado pela Justiça. Por isso, a tranquilidade", afirmou. A PF informou que até o momento 15 estrangeiros foram deportados do Brasil, sendo nove argentinos "barra bravas" - nome dado às facções violentas das torcidas de times de futebol argentinos; dois angolanos; dois nigerianos; e dois americanos (dos quais um tinha sido julgado e condenado por pedofilia).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.