Metroviários de SP decidem não retomar greve

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 11/06/2014 21:01

Agência Estado

São Paulo, 11 - Em assembleia na noite desta quarta-feira, 11, os metroviários de São Paulo decidiram pela não continuidade da greve. O presidente do Sindicato dos Metroviários, Altino Prazeres Júnior, defendeu em discurso na sede do sindicato a não continuidade da paralisação e fez críticas ao governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Segundo o sindicalista, a pressão comandada pelo tucano foi uma resposta política direcionada "à direita e às elites de São Paulo para mostrar que ele (Alckmin) é durão (ao lidar com manifestações)". Prazeres Júnior disse, ainda, que o sindicato vai tentar pagar o salário ou dar o máximo de apoio aos funcionários demitidos. Ele também levantou a possibilidade de a entidade pagar a multa decorrente da greve na forma de bilhete de transporte para os passageiros.