Universidades: grevistas fazem protesto e fecham estação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/06/2014 21:19

Agência Estado

São Paulo, 10 - Cerca de 500 professores, funcionários e alunos das universidades estaduais paulistas fizeram um ato na tarde desta terça-feira, 10, contra o congelamento de salários de docentes e servidores e em apoio à greve dos metroviários. O grupo bloqueou a Estação Butantã de metrô por 20 minutos após protestar na frente do prédio da Reitoria da Universidade de São Paulo (USP), na Cidade Universitária, zona oeste.

A ideia era fazer a manifestação enquanto houvesse a reunião do Conselho Universitário da USP, órgão máximo da instituição. A Reitoria, porém, decidiu suspender o encontro por causa de piquetes no prédio e falta de tempo para confirmar a data da reunião com os conselheiros.

O adiamento foi visto como provocação por docentes e servidores da USP, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp), em greve há três semanas. O conselho de reitores diz que há pouca chance de reajuste e o congelamento será reavaliado no segundo semestre, a depender do volume de repasses.

No protesto, o grupo exibiu faixas contra a postura do governo do Estado ao demitir 42 funcionários do metrô após a greve da categoria nesta semana. Além da Estação Butantã, os manifestantes bloquearam ruas do bairro durante mais de uma hora de caminhada.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.