12°/ 23°
Belo Horizonte,
23/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

El-Sisi toma posse como presidente do Egito

Agência Estado

Publicação: 08/06/2014 09:19 Atualização:

Cairo, 08 - O ex-chefe do Exército Abdel-Fattah el-Sisi tomou posse como presidente do Egito neste domingo, assumindo um mandato de quatro anos de uma nação profundamente dividida que vem enfrentando violentas manifestações e uma grave crise econômica desde o levante de 2011.

A posse de El-Sisi veio menos de um ano após o oficial de infantaria de 59 anos depor o primeiro presidente eleito do país, Mohammed Morsi, na esteira de gigantescos protestos que exigiam a renúncia do líder islâmico.

El-Sisi prestou juramento na sede do Supremo Tribunal Constitucional, ao sul do Cairo, o mesmo lugar onde Morsi, que agora está sendo julgado por acusações que podem levá-lo a ser condenado à pena de morte, assumiu como presidente há dois anos.

O prédio do tribunal, que foi projetado para se assemelhar a um antigo templo egípcio, é próximo de um hospital militar onde está detido o ex-ditador deposto Hosni Mubarak. Afastado do poder pelo levante de 2011, após quase 30 anos como presidente do Egito, Mubarak foi condenado a três anos de prisão, por corrupção, no mês passado. Ele também está sendo submetido a um novo julgamento por não ter conseguido conter o massacre de centenas de manifestantes durante a revolta de 18 dias ocorrida três anos atrás.

Por ocasião da posse, hoje foi declarado feriado nacional no Egito e policiais e soldados foram mobilizados em toda a cidade do Cairo. Após chegar de helicóptero, El-Sisi entrou no salão da cerimônia ao lado do presidente interino, Adly Mansour, que vai retomar o cargo de presidente do Supremo Tribunal Constitucional após passar quase um ano na presidência.

Do lado de fora do prédio, cerca de 100 simpatizantes de El-Sisi agitavam bandeiras do Egito e carregavam pôsteres do novo presidente.

El-Sisi é o oitavo presidente do Egito desde a queda da monarquia, em 1953. Com a exceção de Morsi e de dois civis que serviram interinamente, todos os demais presidentes egípcios vieram das Forças Armadas.

Dezenas de autoridades locais e estrangeiras assistiram à cerimônia de posse, incluindo os reis da Jordânia e Bahrein, o emir do Kuwait e os príncipes herdeiros da Arábia Saudita e Abu Dabi, que faz parte dos Emirados Árabes Unidos. As cinco nações árabes apoiaram o afastamento de Morsi por El-Sisi e, desde então, os governos saudita, kuwaitiano e dos Emirados Árabes Unidos têm fornecido bilhões de dólares ao Cairo para ajudar na recuperação financeira do Egito.

El-Sisi teve uma vitória esmagadora nas eleições presidenciais realizadas no mês passado, conquistando quase 97% dos votos. O índice de comparecimento dos eleitores às urnas foi de 47,45%. Fonte: Associated Press.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.