Servidores municipais entram em greve em Porto Alegre

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/06/2014 19:19

Agência Estado

Porto Alegre, 02 - Deflagrada nesta segunda-feira, 2, a greve por reajuste salarial convocada pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) obteve adesão parcial. Apesar de conflitantes, tanto os dados da categoria com os da prefeitura admitem que a paralisação não prejudicou os serviços essenciais.

Levantamento do sindicato indica que quase 100% das escolas municipais pararam, assim como uma agência do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) e alguns serviços do Departamento Municipal de Habitação (DemHab) e do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).

A prefeitura informou que das 96 escolas, 36 não funcionaram, 40 ficaram sem alguns servidores e 20 funcionaram normalmente. Reconheceu, ainda, que o DMAE teve portões obstruídos por piquetes, mas ressaltou que os demais órgãos não enfrentaram problemas que dificultassem as operações.

Os municipários querem 20% de reajuste para repor perdas inflacionárias. A prefeitura ofereceu inicialmente 6,28% parcelados, com 2,5 imediatos e o restante em janeiro de 2015. A proposta foi mudada para 6,28% imediatos, nesta segunda-feira. A categoria tem assembleia marcada para quinta-feira.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.