20°/ 35°
Belo Horizonte,
01/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alckmin diz que o crack é 'problema nacional'

Agência Estado

Publicação: 02/06/2014 17:19 Atualização:

Ribeirão Preto, 02 - Em Ribeirão Preto para inaugurar a primeira parte de um trevo na saída da cidade, o governador Geraldo Alckmin tentou relativizar o avanço do crack no interior paulista, como mostra reportagem do jornal O Estado de São Paulo desta segunda-feira, 2. "Primeiro o que a gente precisa constatar, infelizmente, é que o Brasil é maior consumidor de crack e cocaína do mundo, é quatro vezes a média per capta mundial", justificou.

Ele citou o fato de o tráfico de drogas, de armas e a lavagem de dinheiro serem crimes federais. "Aliás, a situação mais grave é nas regiões mais pobres, especialmente, no Nordeste". Segundo ele, a vítima da droga é o dependente químico jovem, do sexo masculino e de pouca escolaridade. "Que está, portanto, nas regiões mais pobres. Então, isso é em nível nacional".

O governador afirmou que está trabalhando no combate aos traficantes e no desenvolvimento de programas de recuperação dos viciados. "Dependência química é doença e exige tratamento. Já internamos mais de 2 mil dependentes e triplicamos o número de leitos".

Alckmin diz que o Estado já conta com 1.300 leitos. "Acabamos de inaugurar um hospital novo em Botucatu só voltado à dependência química, e criamos o Programa Recomeço com uma rede de entidades terapêuticas e nós pagamos 45 reais por dia". Esse pagamento, explica ele, é feito até que a pessoa possa arrumar um emprego e voltar ao mercado de trabalho.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.