17°/ 31°
Belo Horizonte,
01/NOV/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Exército policiará ruas de São Paulo na Copa do Mundo

Agência Estado

Publicação: 02/06/2014 08:31 Atualização: 02/06/2014 11:26

Polícia acompanha manifestação nesse sábado em São Paulo, segurança será reforçada com 4 mil homens do Exército (AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA )
Polícia acompanha manifestação nesse sábado em São Paulo, segurança será reforçada com 4 mil homens do Exército

O Exército vai ajudar no policiamento das ruas de São Paulo durante a Copa do Mundo. Na sexta-feira passada, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) aceitou a oferta da presidente Dilma Rousseff, que se estendeu aos demais 14 governadores cujos Estados receberão seleções durante o evento. Os homens do Exército ficarão nas ruas e em locais que demandarem reforço na segurança.

Uma reunião entre o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e as autoridades locais está prevista para ser realizada hoje, na Secretaria da Segurança paulista, para definir como e onde os pelo menos 4 mil homens do Exército, que já estão à disposição de Alckmin, serão empregados. O ministro José Eduardo Cardozo conversou pessoalmente com o governador paulista e ressaltou a importância do reforço de patrulhamento nas ruas.

O Exército se somará aos quase 90 mil homens da Polícia Militar no Estado. Cardozo lembrou que todo o trabalho durante o Mundial será feito “com integração” e que todos os atores “já têm seus papéis claramente definidos”.

São Paulo receberá 15 delegações estrangeiras, que ficarão espalhadas por 12 cidades. Algumas delas precisam de atenção especial e segurança reforçada, caso dos Estados Unidos e do Irã, que ficarão na capital e em Guarulhos, respectivamente, e da Rússia, que estará em Itu, onde também ficará o Japão.

Preocupada com ações agressivas de manifestantes contra seleções, como aconteceu no Rio, na semana passada, com os jogadores brasileiros, a presidente Dilma Rousseff quer que o Exército permaneça nas ruas, à mostra.

Como nas demais cidades em que as seleções de futebol também ficarão hospedadas, a determinação em São Paulo é de que os homens do Exército fiquem visíveis a todos, de forma ostensiva, nos trajetos por onde passarão as seleções e as autoridades. Haverá reforço nos aeroportos, bases aéreas, hotéis e centros de treinamento das 12 cidades paulistas que receberão seleções. Estão previstas pelo menos 500 escoltas.

Estratégia
No dia da abertura da Copa, na Arena Corinthians, na zona leste da cidade, além de homens do Exército ficarem de prontidão nos quartéis e nos diferentes pontos das cidades por onde passarão as seleções e as autoridades, a tropa federal ajudará também na escolta de torcedores VIPs, com motocicletas e helicópteros.As forças de operações especiais do Exército também foram chamadas para ajudar no reforço à segurança.

Os reforços das Forças Armadas serão enviados também para Santos, onde ficarão México e Costa Rica, para Porto Feliz, onde se hospedará Honduras, para Ribeirão Preto, que receberá a França, para Campinas, que vai abrigar Portugal e Nigéria, para o Guarujá, com a Bósnia-Herzegovina, para Águas de Lindoia, com a Costa do Marfim, para Mogi das Cruzes, que receberá a Bélgica, para Cotia, com Colômbia, e para Sorocaba, que vai abrigar a Argélia.

Além de São Paulo, já aceitaram apoio das tropas federais o Estado do Rio e o Rio Grande do Norte.

Papa

Em julho do ano passado, o Exército reforçou o patrulhamento das ruas durante a visita do papa Francisco a Aparecida.

Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Alberto Haas
Podiam policiar o congresso nacional, a camara e os asseclas que lá habitam..... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.