Ribeirão Preto tem 6 veículos queimados e transporte parado

A violência também interrompeu o transporte coletivo em toda a cidade, sendo o serviço retomado com a segurança reforçada após um pedido da prefeitura à Polícia Militar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 01/06/2014 19:01 / atualizado em 01/06/2014 19:06

Agência Estado

Ribeirão Preto, 01 - Ribeirão Preto registrou um final de semana bastante conturbado após a morte de um homem de 31 anos suspeito de roubo na tarde de sábado, 31, no Jardim Branca Salles, Zona Oeste da cidade. Protestos resultaram em seis veículos incendiados, um deles já na manhã deste domingo, 01. A violência também interrompeu o transporte coletivo em toda a cidade, sendo o serviço retomado com a segurança reforçada após um pedido da prefeitura à Polícia Militar. Durante a manhã deste domingo, policiais escoltaram dez linhas de ônibus, o que não reduziu a sensação de medo entre os moradores.

À tarde, os ônibus voltaram a deixar de circular em dois bairros após o ataque a um caminhão do Daerp (Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto) no Parque Ribeirão. Motorista e funcionários seguiam pela Rua Floriano Leite Ribeiro quando foram rendidos por um homem armado que dirigiu o veículo até uma praça, onde colocou fogo e fugiu.

A Polícia Militar confirmou acreditar na relação entre os ataques e intensificou o patrulhamento na região.

O tumulto todo começou com a morte do suspeito de roubar uma farmácia e um carro na companhia de outro homem que foi preso. O suposto assaltante que morreu teria apontado uma arma de brinquedo aos policiais, que atiraram. No carro em que estavam havia uma gaveta da caixa registradora da farmácia com o dinheiro roubado.

Logo após a morte os protestos começaram e dois ônibus, um carro da TV Clube (retransmissora da TV Bandeirantes na região) e dois caminhões de um supermercado acabaram incendiados. Viaturas foram apedrejadas e a polícia revidou com bombas de gás e tiros com balas de borracha.

Insegurança

O ataque ao caminhão do Daerp fez a direção da companhia de água e esgoto anunciar a suspensão dos serviços na região enquanto não houver condições de segurança. Muitos estabelecimentos também ficaram fechados nas últimas horas e o assunto deve ser pauta na visita do governador Geraldo Alckmin à cidade nesta segunda-feira.

Na última sexta-feira, 30, o governador também esteve na região, em Brodowski (SP), ocasião em que foi questionado sobre o aumento da violência em Ribeirão Preto. Ele alegou que vem investindo na cidade e citou a prisão de uma quadrilha que atacava caixas eletrônicos.

Também falou que estará autorizando o aumento do número de policiais que poderão exercer a chamada atividade delegada, ou seja, trabalhar fora da hora de serviço ampliando assim o efetivo nas ruas.
Tags: