16°/ 30°
Belo Horizonte,
30/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia investiga se PMs executaram suspeito em SP

Agência Estado

Publicação: 30/05/2014 18:31 Atualização:

São Paulo, 30 - O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil e a Corregedoria da Polícia Militar investigam se Natanael da Conceição, morto no dia 12 de maio, em Parelheiros, na zona sul de São Paulo, durante uma perseguição, foi executado pelo soldado Uilian Logati Moreira, 32 anos, e o cabo Marco Tulio Prates Leme de Souza, 41 anos. Um dos indícios é um vídeo veiculado na manhã desta sexta-feira, 30, no "Bom Dia Brasil", da Rede Globo. As imagens, feitas por uma testemunha com um celular, mostram a vítima desarmada sendo cercada por um dos PMs.

"Filma aí, moleque. Eles (os policiais) vão me matar. Eu vou morrer", afirma Conceição na gravação. Na sequência, Conceição corre e um PM o persegue com uma pistola em punhos. As imagens não mostram o que acontece na sequência, mas é possível ouvir o barulho de luta corporal e um tiro. Ao escutar o disparo, a testemunha corre para um beco e o celular capta o som de um segundo tiro. A Ouvidoria das Polícias do Estado de São Paulo pede o afastamento dos policiais até a conclusão do inquérito.

"É uma denúncia de execução. Por isso, vamos pedir relatórios de necrópsia e perícia para a polícia, notificar a Corregedoria de PM e solicitar acompanhamento do Ministério Público", afirmou Júlio César Fernandes Neves, ouvidor das polícias do Estado de São Paulo. Investigadores do DHPP que preferem não se identificar, afirmaram que as imagens apareceram apenas agora. No entanto, elas ainda não foram anexadas ao inquérito. "A informação que chegou é de que um parente da vítima recebeu as imagens e procurou a imprensa", afirmou um policial. Segundo os investigadores, o DHPP irá notificar o autor do vídeo para que o material e o testemunho dele sejam incluídos na investigação.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelo DHPP no dia em que Conceição foi morto, os dois PMs estavam perseguindo um veículo Mercedez Benz, modelo Classe A, que tinha sido roubado três dias antes, na Cidade Dutra, também na zona sul. A vítima era um entregador de 65 anos que foi cercado e rendido na rua onde mora por quatro suspeitos. Os PMs afirmaram que faziam rondas na região de Parelheiros quando se depararam com o veículo roubado, na Rua Gustavo Campa. Três suspeitos estavam dentro do automóvel.

O soldado e o cabo afirmaram que o motorista do carro roubado fugiu ao perceber a presença dos PMs. Durante a perseguição, o suspeito perdeu o controle do carro e bateu no portão de uma residência. Gilson Santos Barbosa, 22 anos, foi preso e um segundo suspeito conseguiu fugir. Os PMs afirmaram que o cabo "providenciava apoio para a detenção" de Barbosa enquanto o soldado Logati perseguia Conceição. A versão dos policiais é a de que a vítima sacou um revólver. Para se defender, os dois PMs abriragam fogo.

As pistolas calibre .40 dos policiais foram apreendidas. O suspeito, segundo o boletim de ocorrência, estava com um revólver calibre 38. Procurada, a Polícia Militar diz que "não admite eventuais desvios de conduta praticadas por integrantes da instituição" e que o vídeo, "assim como todas as circunstâncias relativas ao fato", estão sob investigação da Corregedoria da PM.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.