Carros elétricos vão ficar fora do rodízio em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 29/05/2014 10:49

Agência Estado

São Paulo, 29 - Eles ainda são poucos, mas um incentivo publicado nesta quarta-feira, 28, pelo prefeito Fernando Haddad (PT), e anunciado durante o evento realizado na Fecomércio, pode fazer a quantidade de carros elétricos e híbridos crescer em São Paulo. Lei promulgada por Haddad prevê que os donos desses automóveis receberão de volta a quota do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) concernente ao governo municipal - essa alíquota é cobrada pelo Estado. O benefício só deve valer para veículos que custem até R$ 150 mil.

Além disso, esses carros elétricos poderão ser desobrigados de respeitar o rodízio municipal, em vigor desde 1997. O projeto é de autoria do vereador Antonio Donato (PT).

A quantidade de carros elétricos no Brasil ainda é pequena. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em todo o ano passado, foram licenciados no País 491 veículos elétricos (incluindo os híbridos). Os chamados "flex fuel", que podem rodar com gasolina e álcool, somaram 3,169 milhões de unidades. Os movidos a gasolina foram 189 mil.

As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.