15°/ 31°
Belo Horizonte,
28/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Em São Luís, rodoviários e patrões não chegam a acordo

Agência Estado

Publicação: 28/05/2014 20:31 Atualização:

São Luís, 28 - Os rodoviários, empresários de transporte coletivo e representantes da Prefeitura de São Luís estavam em uma reunião no Tribunal Regional do Trabalho na noite desta quarta-feira, 28, para tentar por fim a greve de motoristas e cobradores que deixou a capital maranhense completamente sem transporte urbano por dois dias seguidos e prejudicou 750 mil pessoas.

O impasse sobre o reajuste de permanece: empresários e trabalhadores não mostram sinais de que podem ceder para colocar um fim ao movimento grevista. Ao mesmo tempo, a Prefeitura de São Luís não sinalizou com uma proposta que incluísse subsídio de R$ 4 milhões, como chegaram a sugerir os empresários na primeira reunião de negociações, ocorrida na Terça-feira.

Os representantes do governo municipal insistem em um plano que inclui combate a fraudes nas gratuidades e fim da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis vendidos para empresas de ônibus da capital, medidas que, segundo a projeção apresentada na reunião desta quarta, pode economizar até R$ 2,5 milhões mensais.

No intervalo do encontro, a desembargadora Solange Cristina Passos de Castro Cordeiro, que está mediando as conversações, chegou a comentar que a reunião está caminhando para um julgamento de dissídio coletivo - medida que deverá levar ainda alguns dias para colocar fim ao movimento grevista.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.