17°/ 29°
Belo Horizonte,
25/OUT/2014
  • (15) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Índios e manifestantes enfrentam policiais em estádio da Copa em Brasília Manifestantes tentaram se aproximar do Estádio Mané Garrincha, onde a taça da Copa está em exposição

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 27/05/2014 18:42 Atualização:

 (Janine Moraes/CB)

A polícia dispersou com bombas de gás lacrimogênio um protesto pacífico contra a Copa de indígenas e movimentos sociais, nesta terça-feira, em frente ao estádio Mané Garrincha, que vai ser o palco de vários jogos do Mundial em Brasília, constatou a AFP.

A apenas 16 dias do início da competição, policiais da tropa de choque lançaram gases contra cerca de mil manifestantes, inclusive idosos e crianças, para impedir que se aproximassem do estádio. Alguns manifestantes responderam atirando pedras contra os cerca de 500 agentes que cercavam o estádio.

Pouco antes, cerca de quinhentos chefes indígenas de cem etnias de todo o Brasil - inclusive o cacique Raoni, de 84 anos, um ícone da defesa da Amazônia - subiram no teto do Congresso para reivindicar políticas para seus povos. "Subir no Congresso foi um ato de coragem, demonstração de que somos guerreiros e defendemos nossos direitos", disse à AFP Tamalui Kuikuru, da região do Xingu, no Mato Grosso (centro-oeste).

Os índios, que estavam pintados, usando plumas, arcos e flechas tradicionais, desceram pacificamente do teto do Congresso logo depois, percorreram a Esplanada dos Ministérios e, em seguida, juntaram-se às centenas de manifestantes contrários à Copa e ao movimento dos sem-teto que marchavam na direção do estádio.

Duzentos policiais acompanham o protesto e o mesmo número resguarda o estádio Mané Garrincha, onde está o troféu da Copa, em exibição para o público nas cidades sede antes do torneio. "A Copa é para quem? Não é para nós!", clamava um manifestante com um alto-falante. "Não quero a Copa, quero esse dinheiro para a saúde e a educação", gritava.

O protesto acontece em um contexto de protestos contra a Copa do Mundo e greves em vários setores às vésperas do Mundial, que se estenderá entre 12 de junho e 13 de julho.

"Espantar o mal"


Em Brasília, os indígenas iniciaram seu protesto com orações tradicionais, ao ritmo de chocalhos, na Praça dos Três Poderes, cercada pelo Palácio do Planalto - sede da Presidência -, pelo Congresso e pelo Supremo Tribunal Federal. Alguns mais velhos usavam fumaça para "espantar o mal", explicaram à AFP.

"Antes de fazer a Copa do Mundo, o Brasil devia pensar melhor na saúde, na educação, na moradia. Vemos manifestações dos povos: não se gastam tantos milhões para um evento que não traz benefícios", disse o indígena Neguinho Truká, da etnia Truká de Pernambuco (nordeste), com um cocar tradicional de plumas azuis e vermelhas na cabeça.

Os indígenas multiplicaram seus protestos na capital durante o governo da presidente Dilma Rousseff, a quem acusam de deter a demarcação de suas terras ancestrais e de favorecer os grandes agricultores.
Tags:

Esta matéria tem: (15) comentários

Autor: Antônio Antônio Macedo Filho
Nós não podemos andar amados, ter armas. Os índios podem passar em aeroportos com armas???? Mais um problema brasileiro, causado pela falta de responsabilidade dos governantes, em dar uma educação de primeiro mundo para todos. Os impostos são de primeiro mundo, temos que exigir contraprestação igual. | Denuncie |

Autor: João Lima
Aí pergunto: a polícia, tão violenta, feriu quantos no "protesto pacífico"? Nenhum! Já os "manifestantes pacíficos" os "inocentes índios" feriram três policiais, um deles com uma flechada na perna! Quem se posiciona sempre contra a polícia acaba frequentemente se posicionando ao lado do bandido! | Denuncie |

Autor: João Lima
são tratados como bandidos. É lamentável viver num país em que a polícia está sempre errada e os bandidos e DGs da vida é que são apoiados pela mídia e pala sociedade manipulada! | Denuncie |

Autor: João Lima
Até quando a imprensa tendenciosa e burra vai continuar colocando a culpa de tudo na polícia? De que lado esses imbecis estão? As imagens mostram claramente que foram os manifestantes que iniciaram o confronto, atirando pedras e flechas (sim, flechas!) na polícia. E os PM, que estavam trabalhando, | Denuncie |

Autor: Leonardo Mau
O Diego só esqueceu que, no Brasil, não existe índio só na Amazônia. A copa tem haver com todo mundo, o Amazonas, que nem time de futebol tem, ganhou um "elefante branco" de milhões de R$. | Denuncie |

Autor: joao Paulo
Nada contra os indios, mas eles não pagam impostos, moram nas florestas, porque querem hospitais e escolas? Antigamente se tratavam com produtos da natureza e se alimentavam dela, agora usam roupas de marcas e ficam exigindo mais terras. Voltem a ser índios porque isso ai não é ser índio não! | Denuncie |

Autor: dazio chaves
hoje no Brasil é assim: indio só tem direitos, mas não tem obrigações, para uma população de pouco menos que 0,5% do Brasil detem 20% do territorio nacional, mas o governo tem que dar sexta básica, saude, educação e ainda tem direito de dar flexada em policial; pau neles | Denuncie |

Autor: geraldo silva
Desce a borracha no lombo desse bando de desocupados. Vai protestar lá na PQP | Denuncie |

Autor: Renato Lopes de Moura Filho
O brasil virou um faroeste. Índios atacados por cavalaria, pistoleiros, chacinas, enforcamentos. Vamos precisar de um xerife do tipo John Wayne. TERRA SEM LEI. | Denuncie |

Autor: Lázaro Damaceno
NÃO ENTENDO MAIS O QUE QUER DIZER PROTESTO PACIFICO COM PEDRAS SENDO JOGADAS, PAUS E OUTROS OBJETOS. ISSO É A MODERNIDADE, PACIFICO NESSE CONTEXTO SIGNIFICA CONFUSÃO. VIVA BRASIL. | Denuncie |

Autor: carlos bertoline
Tudo contra os índios. Não trabalham, são preguiçosos e não prestam pra nada. Isso que acontece é por culpa da GERAÇÃO PT. Há 12 anos, com o PT no governo, a situação só piorou na questão da honestidade, moral, ética e decência. O índio dá uma flechada no policial, comete homicídio tentado e é solto. | Denuncie |

Autor: Rogerio Oliveira
Índios com flechas enfrentando policiais...A que ponto chegamos... O Brasil acabou. O último a sair apague a luz! | Denuncie |

Autor: Carmen Goularte
Cacete nesta corja de atoas, favelados e baderneiros. | Denuncie |

Autor: Ed Costa
Este Diego nunca ouviu falar em democracia, os índios tem o direito de manifestar o que bem entender, são brasileiros igual a qualquer um que nasceu neste país, país cujo qual estou envergonhado de ser brasileiro por causa da corrupção endêmica que assola este país. | Denuncie |

Autor: Diego NL
Nd contra os índios, mas a luta deles por cada vez mais terras é o argumento de que precisam de espaço para sua agricultura de subsistência, pesca e caça. Ao mesmo tempo, tem dinheiro pra sair lá da Amazônia de avião e ir parar no DF pra protestar contra a Copa, que nd tem a ver com eles. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.