Cerca de 15 mil homens devem fazer a segurança em Brasília durante a Copa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/05/2014 10:25

Agência Brasil

Cerca de 15 mil agentes das forças de segurança pública e das Forças Armadas estão mobilizados desde a última sexta-feira (23) para a Operação Copa no Distrito Federal (DF), que vai até o dia 18 de julho, cinco dias após a final do torneio, no dia 13. O plano operacional de segurança tem como foco a área central de Brasília e a Fifa Fan Fest, no Taguaparque, em Taguatinga - a cerca de 25 quilômetros da área central da capital.

 

São 10.954 homens das forças federais e do Distrito Federal: 10.175
das polícias Militar, Civil, do Corpo de Bombeiros e agentes do Detran e
779 servidores do governo federal, sendo 410 agentes da Polícia
Federal, 300 da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e 45 da Força Nacional
de Segurança Pública. Além deles, 4 mil homens das Forças Armadas vão
trabalhar em Brasília.

“Os homens da Força Nacional estarão no DF
como força de contingência, mas não vamos empregar num primeiro
momento. Nossas forças de segurança são mais do que capazes e
suficientes para atuar. Estamos trabalhando no estádio [Mané Garrincha]
desde a Copa das Confederações. Tivemos vários eventos, como shows e jogos, e testes de terrorismo e contraterrorismo”, disse o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Roberto Oliveira.

 

Segundo ele, o policiamento do DF vai trabalhar com a capacidade
operacional máxima, com o efetivo todo na rua: não há férias, licença ou
abono durante o período do Mundial. O policiamento será reforçado em
lugares considerados estratégicos, como o aeroporto, a rodoviária do
Plano Piloto, o setor hoteleiro e pontos turísticos.

De acordo
com o secretário, o perímetro de segurança ao redor do estádio vai da
Avenida N1, após a alça da rodoviária, até a altura do Palácio do
Buriti, sede do governo distrital. Durante os dias de jogos, as vias
serão fechadas seis horas antes das partidas e liberadas três horas
depois. A segurança no entorno do Mané Garrincha será feita por 447
policiais militares, 250 bombeiros, 66 policiais civis e 126 policiais
federais.

O secretário informou que as áreas centrais de Brasília serão monitoradas por 200 câmeras de vídeo. Também haverá monitoramento em Taguatinga, onde será realizada a Fan Fest.

Para
reforçar o plano operacional, começou a funcionar na sexta-feira (23) o
Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), que coordena
as ações durante o Mundial. Para isso, foram instalados 55 telões de 55
polegadas cada um, conectados às câmeras de monitoramento instaladas em
Brasília e nas regiões administrativas do DF. O investimento no centro
integrado soma R$ 160 milhões.

Sobre as manifestações, o
secretário disse que os policiais estão capacitados para coibir
protestos violentos. “Brasília, por ser o centro político, recebe as
demandas de todos os brasileiros. Temos de três a quatro manifestações
por dia. Fazemos treinamento constante e estamos preparados. É dever das
forças de segurança não permitir que essas manifestações se tornem
violentas.”

 

Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.