Pagamento de consulta em SP vai mudar, diz Haddad

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 26/05/2014 22:07

Agência Estado

São Paulo, 26 - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou que a metodologia de pagamento para as Organizações Sociais de Saúde (OSSs) não estava “correta”. Nesta segunda-feira, 26, o Estado revelou que as entidades realizaram só sete de cada dez consultas de especialidades pelas quais foram pagas no ano passado. Em algumas regiões, apenas 50% das metas de atendimento previstas foram cumpridas pelas OSSs contratadas pelo ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).

“Com a nova metodologia vamos ter metas mais efetivas e transparentes”, afirmou Haddad. Neste semestre, a Secretaria Municipal de Saúde vai publicar novos chamamentos para os contratos existentes, com metas quantitativas e qualitativas mais objetivas. “Pretendemos ‘territorializar’ o atendimento, não ter mais de uma OSS atuando em uma subprefeitura. Já foi feito um primeiro chamamento para a região de Paralheiros. Isso já foi pactuado com as organizações e vai permitir um acompanhamento do poder público, do Tribunal de Contas do Município e dos conselheiros de saúde”, afirmou o prefeito. De acordo com Haddad, a Prefeitura tem trabalhado para diminuir as faltas dos pacientes em consultas que foram marcadas. “O paciente marca e não vai, além de fazer o exame e não tirar o resultado.”
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.