Agentes da CET prometem paralisar atividades em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 26/05/2014 12:49

Agência Estado

São Paulo, 26 - Os agentes de trânsito da cidade de São Paulo prometem mobilizações para os próximos dias. Nesta terça-feira, 27, a categoria pretende realizar uma doação de sangue solidária - trabalhadores que participam dessa atividade podem faltar no emprego sem desconto - como meio de protesto. Assim como há dois anos, espera-se que boa parte dos 4,5 mil profissionais da área deixe de trabalhar no dia da doação. Também há uma paralisação de 24 horas programada para 4 de junho, quarta-feira da semana que vem.

e acordo com Osmar Torres, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores no Sistema de Operação de Tráfego do Estado de São Paulo (Sindviários), as ações têm o intuito de chamar a atenção da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) para a pauta de reivindicações dos marronzinhos. Eles pedem, entre outros itens, reajuste salarial de 6,5% e aumento real de 5,5%, assim como R$ 4,5 mil em participação nos resultados da empresa, controlada pela Prefeitura.

As manifestações foram aprovadas em uma assembleia realizada na quarta-feira, 21. Torres diz que cerca de 400 profissionais compareceram à votação. Ele tem expectativa de que um grande contingente de marronzinhos participe da doação voluntária de sangue na terça-feira.

"Se for como há dois anos, várias áreas operacionais vão parar e a CET terá muita dificuldade de montar faixas reversíveis na parte da manhã, por exemplo", afirma o sindicalista.

Greve

Outro ponto que foi deliberado é uma greve por tempo indeterminado da categoria a partir da segunda-feira, 9 de junho. Trata-se da semana em que começam os jogos da Copa do Mundo (a partida inicial será em 12 de junho).

Os Sindicato dos Metroviários também avaliam a possibilidade de paralisação nas próximas semanas, inclusive na de abertura do torneio de futebol. Uma assembleia às 18h30 de terça-feira decidirá os rumos do movimento.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.