12°/ 20°
Belo Horizonte,
29/JUL/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morre aspirante da Marinha que passou mal em treinamento no Rio Jean cursava o 3° ano da Escola Naval. No dia da instrução, ele e o também aspirante Vinícius da Silva Cunha, de 22 anos, tiveram problemas respiratórios após participar de um treinamento em que precisavam atravessar um túnel de cerca de 3 metros de comprimento com a presença de fumaça

Agência Brasil

Publicação: 25/05/2014 10:40 Atualização:

O aspirante a oficial da Marinha Jean Caleb Maroto Sousa, de 22 anos morreu neste sábado (24) à noite no Hospital Naval Marcílio Dias, no Rio, onde estava internado desde o último dia 8 deste mês, um dia depois de passar mal durante treinamento na base do Corpo de Fuzileiros Navais, na Ilha do Governador.

Jean cursava o 3° ano da Escola Naval. No dia da instrução, ele e o também aspirante Vinícius da Silva Cunha, de 22 anos, tiveram problemas respiratórios após participar de um treinamento em que precisavam atravessar um túnel de cerca de 3 metros de comprimento com a presença de fumaça.

A Marinha informou, em nota, na ocasião, que “o exercício em questão é regular e faz parte da prática profissional naval, prevista no programa de ensino da Escola Naval, tendo sido cumprido pelos demais 32 aspirantes fuzileiros navais sem incidentes”.

Em comunicado, por meio do Comando do 1º Distrito Naval, a Marinha informou a morte do militar, na noite desse sábado. Apesar de toda a atenção médica dispensada, desde o imediato atendimento no local do exercício até os cuidados especializados recebidos no Hospital Naval Marcílio Dias, a morte foi constatada às 19h35.

"Reitera-se que as circunstâncias do fato estão sendo devidamente apuradas por meio de inquérito policial-militar já instaurado". A nota não informa o local, o dia e a hora do enterro.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Marco Antonio Tome
Não consigo entender como alguns treinamentos nas Polícias Civis, Milatares, Bombeiros e forças armadas ainda conseguem ter treinamentos tão selvagens ou de grande desgaste físico, diante de uma tecnologia de guerra e de ações tão avançadas onde precisamos de pensadores e não de fazedores impensantes | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.