Responsável por conciliação no TRT depende de ônibus

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 22/05/2014 22:01

Agência Estado

São Paulo, 22 - Responsável pela audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª. Região (TRT-2) a desembargadora e vice-presidente judicial do órgão, Rilma Aparecida Hemetério, foi uma das prejudicadas pela greve de ônibus nesta semana. Ela é usuária do sistema de transporte coletivo há quatro anos. "Nas minhas atividades diárias, se persistisse o movimento, afetaria muito", disse Rilma, após o término da sessão.

Durante a audiência, a magistrada chegou a dizer que não tem carro. Ao fim da sessão, afirmou à reportagem que deixou de renovar a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) há mais de dez anos. Acostumada a lidar com dissídios de greve de categorias relacionadas ao transporte coletivo, Rilma cobrou mais seriedade das partes envolvidas. "Não foi por isso que lutamos para ter a garantia de greve prevista em lei. É preciso que todos tenham consciência da sua responsabilidade social."
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.