Governo decide gratificação, diz chefe da policia do Rio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 21/05/2014 19:37

Agência Estado

Rio, 21 - A paralisação de 24 horas de agentes da Polícia Civil recebeu o apoio do chefe da corporação, delegado Fernando Veloso. No fim da tarde desta quarta-feira, 21, ele classificou como justas as reivindicações, mas disse que não pode se comprometer com a incorporação das gratificações aos salários. Os adicionais (entre R$ 850 e R$ 1.500) equivalem a pelo menos um terço dos ganhos dos policiais, que perdem esse valor em caso de aposentadoria ou de licença médica.

"É uma demanda justa e eu apoio as reivindicações dos policiais civis. Achei a manifestação válida. Os policiais têm o direito de se expressar. Mas não posso me comprometer com a incorporação. Quem decide é o governador", afirmou Veloso. Segundo ele, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) se comprometeu a receber uma comissão de policiais na manhã desta Quinta-feira.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.