Tatto e Grella decidem manter agente da SPTrans no Copom

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 21/05/2014 18:19

Agência Estado

São Paulo, 21 - Após reunião na tarde desta quarta-feira, 21, o secretário dos Transportes, Jilmar Tatto, e o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, decidiram manter um agente da SPTrans dentro do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), para acelerar a comunicação entre a Prefeitura e a polícia e combater abandonos de ônibus nas vias públicas. O entendimento foi anunciado pelos secretários após reunião de cerca de uma hora ocorrida na Secretaria de Segurança Pública na tarde desta quarta.

Antes da reunião, Tatto havia afirmado que homens armados estavam participando de abordagem a coletivos e obrigando motoristas a entregarem as chaves. Grela disse que todos os crimes relacionados a esta onda de protestos serão apurados.

Fernando Grella não afirmou se já há suspeitos identificados como autores da paralisação do sistema de transportes e disse que o inquérito policial está sendo conduzido pela primeira delegacia seccional da cidade (centro) para investigar todos os delitos relacionados ao assunto. "Não é papel da Polícia Militar rebocar os ônibus. O abandono dos coletivos é uma infração administrativa", disse Grella.

A afirmação é uma resposta às criticas feitas por Tatto de que a PM estava sendo passiva ao permitir que coletivos fossem deixados no meio de ruas, bloqueando o tráfego.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.