16°/ 30°
Belo Horizonte,
24/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morre acrobata que se acidentou em circo em Londrina

Agência Estado

Publicação: 20/05/2014 17:37 Atualização:

Londrina, 20 - O acrobata Wilson Gomes, de 28 anos, morreu na tarde desta terça-feira, 20, no Hospital Evangélico, em Londrina, vítima de traumatismo craniano e parada cardiorrespiratória resultante de uma queda ocorrida no último domingo pela manhã, durante apresentação do Circo Tihany, em Londrina. No número, 12 acrobatas lançam-se no ar a uma altura de 10 metros e são recepcionados por uma rede. Gomes, porém, caiu fora dos aparatos de segurança. O acrobata era formado pela Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro, e estava há oito meses no Circo Tihany.

Segundo nota do Hospital Evangélico, o estado de Gomes era grave desde seu internamento e nesta tarde foi registrada morte encefálica seguida de parada cardiorrespiratória.

Após o acidente, a direção do Circo Tihany concedeu uma entrevista e negou que tenha havido negligência ou erro. O diretor executivo da companhia, Richard Massone, classificou o ocorrido como "fatalidade" e disse que foi o primeiro acidente grave em 22 anos do espetáculo.

"Seguimos as normas de segurança e disponibilizamos até mais aparelhos do que o necessário. O que podemos pensar é que o acidente aconteceu por uma falta de atenção", declarou.

Nas redes sociais, diversas pessoas que assistiam ao espetáculo mostraram-se horrorizadas com o que aconteceu. Elas lamentavam a queda do acrobata e disseram que ele teria batido num equipamento de iluminação durante a subida. Na ocasião, o diretor do Circo informou ao público que se tratava de um acidente de pouca proporção e o espetáculo teve continuidade. A direção do Tihany negou a ocorrência de qualquer colisão com os equipamentos de luz.

A Polícia Civil em Londrina instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. De acordo com o delegado do 6º Distrito, Acácio Gonzaga Azevedo, os diretores do circo já estão sendo intimados para prestar esclarecimentos.

"Vamos apurar as circunstâncias do que ocorreu. A princípio, trata-se de um acidente de trabalho. Mas se ficar constatado algum problema com os aparelhos ou negligência, vamos ver as responsabilidades", disse.

A família do acrobata, que é do Rio de Janeiro, está em Londrina e autorizou a doação dos órgãos. A apresentação do Circo Tihany marcada para a noite desta terça-feira foi cancelada.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.