Operação investiga bando que explode caixas eletrônicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/05/2014 12:19

Agência Estado

Ribeirão Preto, 20 - Em uma ação conjunta, 160 homens da Polícia Federal (PF) e da Polícia Militar (PM) de Ribeirão Preto (SP) cumpriram nesta terça-feira, 18, mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais da cidade paulista e na vizinha Jardinópolis, na chamada "operação dinamite". A operação investiga uma quadrilha especializada em furtos a caixas eletrônicos por meio de explosões.

Um suspeito foi detido quando fugia de uma residência, mas, segundo a PF, a operação ocorreu com o intuito de reunir provas materiais para futuros pedidos de prisão dos investigados. O suspeito e outro homem que foi preso ontem ao roubar uma farmácia em Ribeirão Preto seguem detidos e seriam integrantes da quadrilha.

As investigações ocorrem há seis meses e foram iniciadas pela PF após uma série de 22 explosões em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal (CEF), com o furto estimado de R$ 700 mil. "Por ser um banco federal, as investigações foram iniciadas pela PF, mas outros casos se juntaram à apuração", disse Flávio Reis, delegado da PF. Ele não informou o que foi apreendido na ação de hoje, mas, segundo a polícia, seriam provas, principalmente objetos, a serem confrontadas com imagens de câmeras de segurança que registraram as explosões e os furtos.

Segundo o delegado-chefe da PF em Ribeirão Preto, Lindinalvo de Almeida Filho, a expectativa é que em 15 dias sejam emitidos e cumpridos os mandados de prisão dos suspeitos de integrarem a quadrilha. "Com a ação de hoje, vamos fechar a teia e conseguir, assim, a prisão deles. Mas todos estão sendo monitorados", disse o delegado.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.