Maio deve ser mês de seca recorde no Cantareira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/05/2014 10:01

Agência Estado

São Paulo, 20 - O volume de água que chega diariamente aos quatro principais reservatórios que compõem o Sistema Cantareira continua muito abaixo da média mensal e deve fazer de maio o mês mais seco da história do manancial. Dados do comitê anticrise que monitora a estiagem mostram que a vazão afluente às represas é de 6,1 mil litros por segundo neste mês, apenas 18% da média para o período, que é de 34,2 mil litros por segundo.

O índice é inferior à vazão registrada em fevereiro, de 8,5 mil litros por segundo: até agora, o mês mais seco desde o início das medições, em 1930. Neste mês, contudo, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo tem retirado cerca de 21,2 mil litros por segundo do Cantareira para abastecer a Grande São Paulo. Somado aos 3 mil litros liberados para Campinas, o déficit no mês deve ficar em 18,2 mil litros por segundo.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.