10°/ 20°
Belo Horizonte,
31/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dezesseis vítimas de acidente no Ceará são identificadas Boletim da polícia aponta 18 mortos e 21 feridos. Muitos passageiros estavam sem cinto no momento da batida e foram jogadas para fora do veículo

Agência Estado

Publicação: 19/05/2014 16:07 Atualização: 19/05/2014 16:23

Ônibus caiu em desnível ao lado da BR-020 no município de Canindé, no Ceará (Reprodução Internet / www.facebook.com/PortalCanindeNoticias)
Ônibus caiu em desnível ao lado da BR-020 no município de Canindé, no Ceará

Dezesseis vítimas fatais do acidente envolvendo o ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, ontem no KM 303 da BR-020, em Canindé (CE), foram identificadas. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Fortaleza, será feito exame de DNA para identificar o restante dos corpos. A lista dos passageiros que estavam no veículo no momento do acidente foi divulgada nesta segunda-feira, 19, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O boletim aponta 18 mortos e 21 feridos.

De acordo com a PRF, muitos passageiros estavam sem cinto e foram arremessadas para fora, sendo esmagados depois que ônibus virou. De acordo com o órgão, havia incompatibilidade entre o número de pessoas inicialmente informado pelo motorista Francisco das Chagas Pereira Costa e a lista de passageiros entregue pela empresa e o nome das vítimas, feridas ou mortas, no local. Houve ainda, passageiros que desceram no município de Madalena, antes do acidente acontecer.

"Na identificação das vítimas constam apenas os nomes daquelas já consolidadas como mortas ou feridas. Seis pessoas não constavam na lista, embora estivessem no ônibus, por isso parece que as contas não fecham", disse o boletim divulgado pela PRF.

O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) abriu inquérito para apurar as causas do acidente. Segundo o Detran, o ônibus tinha quatro anos de fabricação e encontrava-se regularmente cadastrado, com laudo técnico de vistoria realizado em 26 de fevereiro deste ano.

O Detran vai avaliar informações do tacógrafo, sistema de GPS, cumprimento das escalas dos motoristas, o Boletim de Acidente de Trânsito da Polícia Rodoviária Federal, bem como o laudo em elaboração pela Perícia Forense do Estado do Ceará.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.