Morre Alexandre Pessoal, filho de Erasmo Carlos

Músico teve morte cerebral decreta após ficar oito dias em coma devido a acidente de moto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 14/05/2014 16:35

Agência Estado

Divulgação/ Facebook.com/blocoficacomigo
Os médicos do Hospital Barra D'Or confirmaram no final da manhã desta quarta-feira, 14, a morte de Carlos Alexandre Esteves, 40 anos, filho do cantor Erasmo Carlos. Mais conhecido como Alexandre Pessoal, o músico ficou internado por oito dias em coma induzido depois de sofrer um grave acidente de moto na quarta-feira, 7, instantes depois de sair da casa do pai, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). Alexandre Pessoal chegou ao hospital com um quadro de traumatismo craniano gravíssimo e lesões na região do tórax.

Erasmo, que também tem os filhos Leo Esteves e Gil Eduardo, estava cumprindo até ontem sua agenda de compromissos profissionais. Assim que ficou sabendo da piora de Alexandre, na tarde de ontem, voltou de Brasília, onde estava para fazer um show.

Na tarde de segunda-feira, 12, Erasmo recebeu a reportagem do Estado para uma entrevista em sua casa, na Barra. Perguntado sobre o que lhe dava forças para seguir em frente mesmo com o filho em coma induzido naquela ocasião, ele disse: "O show não pode parar, bicho. Eu e meus filhos trabalhamos com música e temos um pacto: o que acontece com um não pode impedir os outros de seguir em frente. Meu filho ainda está em coma induzido, mas logo será retirado deste estágio para que os médicos façam uma avaliação do seu estado. Entendo que outras pessoas parem suas vidas para chorar, mas isso não resolve. Você pode mandar pensamentos positivos a todo instante, de qualquer lugar." Logo depois da entrevista, Erasmo viajou com seu empresário, Jorge Augusto, para Brasília. Nesta quarta-feira, o empresário disse ao Estado que o show que Erasmo faria no HSBC no próximo sábado, para lançar o disco Gigante Gentil, foi cancelado.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.