17°/ 34°
Belo Horizonte,
16/SET/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cratera não vai atrapalhar obra do Metrô, diz Pezão

Publicação: 12/05/2014 18:03 Atualização:

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), disse na tarde desta segunda-feira, 12, que os dois buracos que surgiram perto das obras de construção da linha 4 do metrô na Rua Barão da Torre, em Ipanema, na zona sul, não vão atrapalhar o seu andamento. A linha, que vai ligar Ipanema à Barra da Tijuca, na zona oeste, deve entrar em operação no primeiro semestre de 2016 às vésperas dos Jogos Olímpicos no Rio.

"É uma coisa natural ter uma movimentação quando se passa de um terreno para outro. Ali a gente saiu de rocha e foi para areia. Sempre existiu isso. Tem estudos que comprovam que há essa acomodação. Estão todos os prédios monitorados com a melhor tecnologia que existe no mundo. Claro que vamos passar dois, três dias debruçados nos estudos. Temos ali o melhor da engenharia nacional e do mundo dando consultoria a essa obra. Tenho que saudar a eficiência do consórcio (construtor) de atacar rapidamente o problema. Temos que ver tudo que acarretou de problemas e minorá-los", afirmou o governador, após fazer um balanço da atual gestão em almoço promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide-Rio), num hotel na zona sul da capital.

Balanço

Em sua palestra, que durou 25 minutos, Pezão listou os investimentos feitos desde 2007 (início da gestão de Sérgio Cabral, de quem foi vice até a primeira semana de abril) em segurança, transporte, educação, saúde, habitação, saneamento e obras de infraestrutura. Em clima de campanha, Pezão (que é pré-candidato à reeleição) teceu elogios ao antecessor, e destacou a capacidade de Cabral de agregar alianças.

"Tem muito a ser feito, mas ninguém pode negar o que a gente fez. O Rio sempre foi o segundo maior contribuinte para o caixa da União, mas sempre ficava na 17ª, 18ª posição entre os Estados que mais recebiam investimentos do governo federal. E o Sérgio, que é um grande gestor, conseguiu mudar esse quadro".

Pezão ressaltou a renovação da frota da concessionária SuperVia, que opera a rede de trens suburbanos na Região Metropolitana. "Quando assumimos havia 10 trens com ar condicionado. Hoje são 100 e serão 150 até o fim do ano. Há 50 anos não se comprava trens no Rio". Ele também disse que vai deixar prontos os projetos para a extensão do metrô, nas linhas Gávea-Carioca, Tijuca-Méier e Barra da Tijuca-Recreio dos Bandeirantes.

Na área de educação, Pezão disse que em 2007 o Rio estava na penúltima posição do ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). "Só estávamos à frente do Piauí. Hoje estamos em 15º lugar e em 2014 ficaremos entre os cinco melhores. Há 20 anos que não se construía escolas de ensino médio. Até o fim deste ano vamos entregar 50". Na saúde, o governador destacou a construção de vários hospitais.

O governador disse ainda que o Rio é o campeão na construção de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, e destacou a recuperação da capacidade de investimentos da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae).

"Pagamos R$ 6,5 bilhões de dívidas da Cedae, o que nos permitiu negociar um empréstimo de R$ 3,3 bilhões com a Caixa Econômica Federal para levar água à toda Baixada Fluminense".
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.