Equipe de jornal é ameaçada durante operação da PF

Caso ocorreu com jornalistas do "Extra" quando a Polícia Federal desbaratava quadrilha suspeita de fraudar planos de saúde dos Correios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/05/2014 13:49 / atualizado em 10/05/2014 13:54

Agência Estado

Uma equipe do jornal carioca Extra foi ameaçada por um dos investigados pela Polícia Federal (PF), na manhã dessa sexta-feira, 09, na zona oeste do Rio de Janeiro, enquanto cobria uma operação desencadeada para desbaratar quadrilha suspeita de fraudes no plano de saúde dos Correios.

De acordo com o jornal, um dos suspeitos de envolvimento no esquema, identificado como João Maurício Gomes da Silva, jogou seu carro contra o veículo da equipe de reportagem, que passava no sentido oposto da Estrada de Curicica. Silva entrou com seu carro na contramão e teria tentado bater no veículo do Extra, em que estavam a repórter Flávia Junqueira, o fotógrafo Fábio Guimarães, e o motorista Bruno Guerra. O motorista do jornal conseguiu desviar e evitar a colisão.

Antes disso, Silva já tinha batido no carro do jornal, ao dar marcha à ré com seu veículo, informa o jornal. Quando os jornalistas desceram do carro, Silva teria dito "Oi, Flávia", demonstrando conhecer a repórter, que desde agosto do ano passado vem publicando reportagens sobre as supostas irregularidades no plano de saúde dos Correios. O ataque foi registrado na 32ª Delegacia de Polícia (Taquara, zona oeste).
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.