Corpo de Jair Rodrigues é enterrado em São Paulo

Família e amigos se despedem ao som de "Disparada", cantado por coral. Grande confusão do lado de fora impediu a entrada de fãs no velório

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 09/05/2014 14:20 / atualizado em 09/05/2014 14:36

Agência Estado

Caio Duran / AgNews

O corpo de cantor Jair Rodrigues foi enterrado às 12h30 desta sexta-feira, 09, no Cemitério Gethsêmani, em São Paulo, ao som de "Disparada", um de seus maiores sucessos. O enterro foi acompanhado por amigos, parentes e fãs, que cantaram a música com que Jair venceu o Festival da Canção em 1966. O coral da Legião da Boa Vontade interpretou a canção. O músico morreu na manhã de quinta-feira, 08, aos 75 anos, de enfarte do miocárdio.

Entre as homenagens, Jair ganhou ainda uma canção composta pelo filho, Jairzinho. A canção tem a fragilidade da vida como tema e termina com um agradecimento: "Obrigado por seu sorriso".

Inicialmente previsto para as 11 h, o enterro atrasou por conta de um breve tumulto provocado pelos quase 300 fãs que se aglomeraram no local para se despedir do artista.

Na capela, a cerimônia que precedeu o enterro foi fechada para amigos e parentes do artista, enquanto os fãs aguardavam do lado de fora.

Com o aval da família de Jair, o padre que realizou a cerimônia tentou organizar uma fila para que os fãs pudessem ver o corpo pela última vez. Mas a euforia e impaciência do público resultou em tumulto, prejudicando o acesso à capela. Todos pareciam querer entrar ao mesmo tempo. Foram mais de dez minutos para conseguir acalmar os ânimos e liberar o acesso ao local.

Entre os amigos, compareceram ao enterro Sérgio Reis, Roberto Leal, Simoninha e Marisa Orth. "É um amor louco, que dá em todo mundo. Ele era melhor que todos e parecia imortal", disse a atriz.

O apresentador Raul Gil, amigo de longa data, também compareceu ao sepultamento e lamentou a morte: "Fizemos músicas juntos, mas que nunca deram certo e nunca foram gravadas", disse. Nunca vi ele reclamando de nada. Era um cara que estava cheio de saúde e de repente vai embora. Deus levou ele para deixar o céu mais feliz, alegre e divertido. Jesus deve estar dançando."
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.