12°/ 23°
Belo Horizonte,
26/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Carvalho minimiza campanha da Anistia Internacional

Agência Estado

Publicação: 08/05/2014 19:37 Atualização:

Salvador, 08 - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, minimizou a campanha "Brasil, chega de bola fora", lançada nesta quinta-feira, 08, pela Anistia Internacional, em defesa ao direito de liberdade de manifestação durante a Copa do Mundo e contra a criminalização dos manifestantes. Carvalho, que participou de um debate sobre a Copa do Mundo, em Salvador, pediu para que os integrantes da organização "não se preocupem com isso".

"Tenho todo o respeito pela Anistia Internacional, acho que ela nos ajudou muito e segue nos ajudando, mas quero dizer aos companheiros da anistia que fiquem muito tranquilos, que não se preocupem com isso", disse o ministro. "As manifestações integram um padrão superior de democracia, ao qual o povo brasileiro e os governantes do País vão ter de se acostumar. É um padrão no qual o povo luta pelos seus direitos, vai às ruas, se manifesta. Era tudo o que nós sonhávamos na nossa juventude."

Carvalho também garantiu que o governo tem feito esforços para evitar que as manifestações sejam contidas pelo aparato estatal com violência. "O que o governo está fazendo, por meio do Ministério da Justiça, é buscar um novo protocolo de ações das PMs, em todos os Estados, procurando adequar o comportamento das PMs a essa nova realidade, porque o aparelho do Estado não está acostumado a essas manifestações, a própria PM não está acostumada", argumentou. "Então, é preciso treinar essas pessoas. É natural."

Carvalho, porém, admite que será preciso "muitos esforços" para que as manifestações possam ocorrer sem violência no País. "Temos um longo caminho a percorrer, até porque a PM tem uma cultura que vem do tempo da ditadura militar", avalia. Por outro lado, ele afirma que o governo "não vai tolerar" atos violentos praticados pelos manifestantes. "Estamos fazendo esforços para impedir que a violência parta do lado policial, mas também não aceitaremos violência por parte de manifestantes."

A Anistia Internacional lançou nesta quinta em todo o mundo a campanha "Brasil, chega de bola fora". Vinte seções da organização em diferentes países irão coletar assinaturas a serem enviadas à presidente Dilma Rousseff e ao presidente do Congresso, Renan Calheiros.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.