Quadrilha explode carro-forte e rouba R$ 3 milhões em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 07/05/2014 18:31

Agência Estado

Presidente prudente, 07 - Armados com fuzis calibres 50 e 7,62, quatro ladrões encapuzados roubaram cerca de R$ 3 milhões de um carro-forte, que teve as portas destruídas por explosões nesta quarta-feira, 07, na Rodovia Engenheiro João Baptista Cabral Rennó (SP-225), em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior paulista. Com um automóvel possante, de cor prata, a quadrilha ultrapassou o carro-forte da Protege perto do acesso à Rodovia Castelo Branco.

Eles frearam na frente do carro-forte e desceram atirando. "Os bandidos dispararam mais de 30 tiros com armas de grosso calibre e de uso restrito das Forças Armadas. O motor foi atingido e escorreu óleo na pista. Os tiros atravessaram o vidro do motorista e do encarregado da equipe. O motorista levou um tiro de raspão no braço e teve o colete danificado. Além deles, havia outros dois vigilantes", explica o delegado Renato Caldeira Mardegan, de 45 anos, coordenador da Central de Polícia da Delegacia de Santa Cruz do Rio Pardo.

Depois que saíram do carro-forte, os quatro seguranças foram obrigados a deitar na pista. "Somos terroristas, vocês não têm chances conosco, disseram os assaltantes aos vigilantes", conta o delegado.

A quadrilha não quis levar as armas dos seguranças. "Desprezaram os revólveres 38 e as espingardas calibre 12", lembra o policial, acrescentando que o assalto durou apenas três minutos e ocorreu quase debaixo do pontilhão no fim da Rodovia Castelo Branco.

O carro-forte ia de Bauru para a região de Ourinhos para abastecer bancos com pelo menos R$ 3 milhões. Depois de roubar o dinheiro, colocado em 17 malotes, os ladrões fugiram pela Rodovia Castelo Branco. "Foram no sentido de São Paulo. Eles são bandidos preparados", completa o delegado, lembrando que, até agora, nenhum suspeito foi preso. Bombeiros ajudaram a limpar a pista encharcada de óleo para evitar acidentes.