Retrato atribuído a mulher espancada foi feito há 2 anos

Delegacia na zona norte do Rio tinha como suspeita uma mulher de aparentes 25 anos. Fabiane tinha 33 anos e foi confundida após o retrato falado aparecer em página de internet de notícias locais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/05/2014 14:19 / atualizado em 06/05/2014 15:23

Agência Estado

Reprodução/Youtube.com
O retrato falado atribuído a Fabiane Maria de Jesus e divulgado pela página no Facebook "Guarujá Alerta" foi feito há dois anos pela Polícia Civil do Rio. Fabiane, de 33 anos, foi espancada no sábado por moradores do Guarujá e morreu na segunda, 5, supostamente depois de ser confundida com a mulher que aparece no retrato falado, acusada de tentar sequestrar um bebê recém-nascido em Ramos, na zona norte do Rio.

O retrato falado foi feito em agosto de 2012 por policiais da 21.ª Delegacia de Polícia, em Bonsucesso. Mostra uma mulher negra e acima do peso, com aparentes 25 anos. A suspeita nunca foi identificada pela polícia.

Funeral e manifestação

O corpo de Fabiane foi enterrado nas 10h15 desta terça-feira, 6, no cemitério Jardim da Paz, no Guarujá, em meio a gritos por justiça e forte comoção das cerca de 200 pessoas que acompanharam a cerimônia. Fabiane morreu nessa segunda depois de ficar dois dias internada.

Depois da cerimônia de sepultamento, uma passeata pedindo paz e justiça saiu do cemitério em direção ao centro do Guarujá. A polícia deve ouvir nesta segunda os responsáveis pela página no Facebook "Guarujá alerta", acusada de publicar fotos que levaram a multidão a confundir uma suposta sequestradora de crianças com Fabiane. Na segunda, a Polícia Civil do Guarujá divulgou que suspeita que pelo menos 10 pessoas teriam participado do crime.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.