Líder de greve da PM na BA passa mal e é internado

Ex-PM, que é vereador em Salvador, está em um Presídio Federal. Advogado dele diz que problemas de saúde e "grande pressão" de presos, que sabem que o acusado foi policial, foram responsáveis pelo ocorrido

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 05/05/2014 17:01 / atualizado em 05/05/2014 17:43

Agência Estado

Lunae Parracho/Reuters

O vereador de Salvador e ex-policial militar Marco Prisco (PSDB) segue internado no Hospital de Base de Brasília, sem previsão de alta. De acordo com boletim divulgado na tarde desta segunda-feira, 5, pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Prisco tem quadro de saúde considerado estável, mas segue sendo monitorado e sob efeito de medicamentos. O vereador está consciente e lúcido, segundo o texto.

Detido no Presídio da Papuda desde o dia 18, por ter liderado a greve da PM na Bahia em 2012, Prisco relatou ter sentido dores no peito e formigamento no braço esquerdo na noite de sábado. Foi levado à Unidade de Pronto Atendimento de São Sebastião e, em seguida, ao Hospital Regional da Asa Norte, para realizar exames. Após a possibilidade de enfarte ter sido descartada, o vereador foi transferido para o Hospital de Base, para seguir o tratamento e realizar exames mais detalhados.

De acordo com o advogado de Prisco, Leonardo Mascarenhas, que acompanha o vereador na capital federal, a "grande pressão" pela qual o ex-policial passa no presídio é a causa do problema de saúde. "Ele está em uma cela individual, mas em uma ala comum do presídio", relata. "Os outros presos sabem que ele era policial e ficam fazendo ameaças o tempo todo."

Segundo Mascarenhas, Prisco relatou que, no sábado - quando se sentiu mal -, a situação piorou após os agentes da penitenciária frustrarem uma tentativa de fuga de detentos da ala. Os presos, de acordo com ele, teriam acusado o vereador de ter delatado o plano à direção do presídio e o ameaçaram de morte. "As condições da prisão dele são completamente inadequadas", avalia. "Desde o início estamos pleiteando a transferência." A direção do presídio diz desconhecer a tentativa de fuga.
Tags: