10°/ 20°
Belo Horizonte,
31/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Plano para o Galeão sai até sexta, diz Moreira Franco

Agência Estado

Publicação: 05/05/2014 13:01 Atualização:

Rio, 05 - O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, afirmou nesta segunda-feira, 05, que um plano de contingência será fechado até a próxima sexta-feira, 09, para evitar qualquer interrupção do fornecimento de energia elétrica no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio, durante a Copa do Mundo. A ideia é que as medidas sejam colocadas em prática já a partir da semana que vem.

Em 18 de abril, os terminais do Galeão ficaram sem luz por cerca de uma hora, causando atraso de voos e prejuízos aos lojistas. Uma semana depois, Moreira Franco chegou a admitir risco de apagão elétrico no aeroporto durante o evento esportivo.

Nesta segunda, o ministro reuniu-se com representantes do Ministério de Minas e Energia (MME), da Light, concessionária de energia elétrica da região, da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e do consórcio formado pela Odebrecht Transport e pela operadora Changi, que deve assumir o terminal ainda este ano. O tom foi de cobrança, segundo Moreira Franco.

"Eu vim cobrar e dizer o seguinte: nós não podemos, de maneira nenhuma, permitir que haja mau relacionamento entre Light e Galeão, entre fornecedor e cliente", disse o ministro. O objetivo do encontro era justamente colocá-los frente a frente para esclarecer a razão dos problemas, já que a acusação pelas quedas de energia era feita por ambas as partes.

"Estudaram-se todas as alternativas de natureza técnica. Teremos um plano de contingência possível e necessário para que (as interrupções) não ocorram novamente. Não há nível de complexidade tão grande", destacou Moreira Franco, em coletiva a jornalistas após a reunião, que foi fechada à imprensa.

O trabalho será coordenado pelo MME, que já vem trabalhando, desde 2010, em planos direcionados para os aeroportos e os estádios, tanto para a Copa das Confederações, realizada no ano passado, quanto para o Mundial. "Queremos aumentar a confiabilidade (do sistema). Definiremos essa semana (o plano) e colocaremos em prática a partir da semana que vem", disse o secretário-adjunto de energia do MME, Robésio Maciel de Sena.

A causa identificada pela Light e pela SAC da queda de energia do último dia 18 de abril, segundo Moreira Franco, foi a entrada de um gambá na subestação que alimenta o aeroporto do Galeão. Com isso, todo o sistema teve de ser desligado. "É claro que não se justifica pelo gambá, porque (a energia) caiu outras vezes", disse o ministro, garantindo a necessidade de se encontrar uma alternativa técnica para a questão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.