Ocupação ao lado de estádio é batizada de 'Copa do Povo'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/05/2014 19:49

Agência Estado

São Paulo, 04 - Com cerca de 2.500 barracos montados em menos de 40 horas, a ocupação iniciada no sábado, 3, no Parque do Carmo, na zona leste de São Paulo, foi batizada de "Copa do Povo" neste domingo, 4, pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Centenas de famílias estão montando suas tendas em um terreno particular de 150 mil m² que estava desocupado havia 29 anos, a cerca de 4 quilômetros da Arena Corinthians, conhecida como Itaquerão, onde será o primeiro jogo da Copa do Mundo.

Quem coordena a ocupação do terreno é Guilherme Boulos, líder do MTST que também comandou as ocupações Faixa de Gaza e Nova Palestina, ambas na zona sul da capital paulista. Agora, o movimento quer pressionar a Câmara Municipal de São Paulo a incluir o terreno invadido em Itaquera como Zona Especial de Interesse Social (Zeis) no Plano Diretor, em discussão no Legislativo municipal. Isso reservaria a área para a construção de conjuntos habitacionais destinados às famílias da ocupação.

Os líderes do MTST dizem para as pessoas ainda não ligarem as fiações clandestinas, por causa do risco de incêndio.

As famílias começaram a chegar no local no sábado, 3, em 17 ônibus, 50 carros e motos. Os sem-teto que ocupam o terreno, localizado na Rua Malmequer do Campo, na região do Parque do Carmo, são formados por moradores de áreas de risco e favelas.