13°/ 22°
Belo Horizonte,
25/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

SP precisa criar 285 mil vagas de creche em seis anos

Agência Estado

Publicação: 29/04/2014 21:01 Atualização:

São Paulo, 29 - O Estado de São Paulo precisa criar quase 285 mil vagas em creches até 2020 para cumprir as metas previstas no projeto do Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita no Congresso há três anos. Segundo a proposta de lei, a taxa de atendimento de creches deverá ser de pelo menos 50% daqui a seis anos. A conclusão é de um estudo da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) divulgado nesta terça-feira, 29.

A taxa de atendimento das crianças de 0 a 3 anos no Estado era de 33,3% em 2012, com cerca de 837 mil matrículas. Para atingir a meta do PNE, o total deve chegar a 1,12 milhão. “Nos bairros pobres das regiões metropolitanas, como as zonas sul e leste da capital, ainda temos a maior demanda não atendida”, diz a diretora executiva da fundação, Maria Helena Castro.

O estudo alerta, porém, que, se mantido o ritmo de crescimento observado entre 2009 e 2012, a quantidade de vagas criadas até o fim da década será de 761 mil, o que garante 71,2% de atendimento da demanda.

Segundo a fundação, as creches públicas, de administração direta do governo ou por convênio, ainda respondem pela maior parte do atendimento (81,8%). O crescimento no período analisado foi maior na rede conveniada (71%) do que na administração direta (41,4%). “Precisamos melhorar os sistemas de acompanhamento do modelo pedagógico e das condições de oferta, tanto nas creches públicas quanto nas privadas”, defende Maria Helena.

O diagnóstico também aponta a necessidade de elevar os gastos dos municípios com educação infantil de 9%, média atual, para 13,3%. “As prefeituras têm dificuldade com o custeio e a manutenção das creches”, afirma a diretora. Outras recomendações aos gestores são priorizar o atendimento de crianças pobres, como as de famílias beneficiárias de programas de transferência de renda, e as com menos de 2 anos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.