19°/ 31°
Belo Horizonte,
02/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Missa a João Paulo II atrai 80 mil ao Vaticano

Agência Estado

Publicação: 28/04/2014 15:01 Atualização:

Vaticano, 28 - Uma missa em ação de graças pela elevação de João Paulo II a santo, celebrada às 10 horas de hoje pelo cardeal Angelo Comastri, arcipreste (administrador) da Basílica de São Pedro, atraiu 80 mil peregrinos à Praça de São Pedro, no mesmo local em que o papa Francisco presidiu domingo a cerimônia de canonização.

A maioria dos fiéis era de poloneses que continuam enchendo o Vaticano e ruas vizinhas com suas bandeiras e orações. Eles rezam também na Igreja do Espírito Santo e da Divina Misericórdia, numa rua transversal à Vila della Concilliazione, principal acesso à Praça de São Pedro. Nessa igreja, há um altar dedicado a São João Paulo II e outro à Divina Misericórdia.

O cardeal Comastri exaltou várias virtudes e qualidades de João Paulo II, a começar pela defesa da vida, numa época em que se difunde a cultura do descartável. O cardeal disse que o papa polonês lutou pela paz durante as duas guerras do Golfo e que teve a coragem de ir ao encontro dos jovens para libertá-los da cultura do vazio e do efêmero, e convidá-los a acolher Jesus Cristo.

Pequenos grupos de conterrâneos de João XXIII, também canonizado domingo, juntaram-se aos poloneses na praça. "Sou da cidade de Castelli Calepio, a 50 quilômetros de Sotto il Monto, na província de Bérgamo, onde nasceu o papa Roncalli", disse Margherita Cerea, conhecida como a Mãe de Omar, o filho que morreu vítima de assalto, há 11 anos.

Margherita foi no dia 20 em peregrinação à Casa Natal de São João XXIII, em Sotto il Monte, e em seguida veio assistir à canonização em Roma. Hoje, ela lamentava que o cardeal Loris Capovilla, secretário de Roncalli durante 10 anos, não tenha podido assistir à cerimônia. O cardeal, de 98 anos, alegou que, por causa de sua idade, a viagem seria muito difícil.

Um dia depois da cerimônia que atraiu 500 mil pessoas ao Vaticano e mais 300 mil a vários pontos de Roma onde foram instalados telões, as ruas já foram varridas e lavadas, sem nenhum lixo. As lojas de artigos religiosos continuam movimentadas. Segundo a Rádio Vaticano, a celebração teve 120 delegações oficiais de 24 chefes de Estado e monarcas e 10 chefes de governo, O papa Francisco recebeu hoje em audiência o rei Juan Carlos e a rainha Sofia, que encabeçaram a delegação da Espanha.

Até uma semana antes, calculava-se que cerca de 5 milhões de pessoas assistissem à canonização - três vezes mais que o público presente na beatificação de João Paulo II, em 1º de maio de 2011, quando a multidão chegou a 1,5 milhão de fiéis, segundo a Policia de Roma, ou 1 milhão, segundo o Vaticano. A explicação para ter havido "apenas" 800 mil no domingo é que os peregrinos se assustaram com a possibilidade de haver um caos na cidade, sem estrutura para receber tanta gente. Roma tem menos de 3 milhões de habitantes (2.720.000 em outubro de 2007,segundo a prefeitura).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.