Aeroportos do País receberam 3,5 milhões de passageiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 24/04/2014 11:07

Agência Estado

Brasília, 24 - Cerca de 3,5 milhões de passageiros passaram pelos aeroportos brasileiros durante o feriado prolongado da Semana Santa (17 a 22 de abril), informou hoje a Secretaria de Aviação Civil (SAC). De acordo com o Ministério, o movimento foi 12% superior ao registrado em 2013 e as operações ocorreram dentro da normalidade.

Quase um terço do movimento - 1,08 milhão de passageiros - foi concentrado em três aeroportos concedidos à iniciativa privada. Somados, os aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF) apresentaram um aumento de 16% na circulação de passageiros em relação aos 900 mil usuários registrados no ano passado.

O restante - 2,41 milhões de passageiros - utilizou os 63 aeroportos administrados pela Infraero. Essa lista ainda inclui os aeroportos de Confins (MG) e Galeão (RJ), que já foram concedidos a empresas privadas que ainda não assumiram integralmente as operações nesses terminais. O aumento de passageiros nesse grupo de aeródromos administrado pela estatal foi de 8%, em relação aos 2,2 milhões de usuários na Semana Santa de 2013.

Em nota, o ministro da SAC, Wellington Moreira Franco, voltou a afirmar que os resultados demonstram que o País estará bem preparado para receber o fluxo de turistas brasileiros e estrangeiros, além das delegações internacionais durante a Copa do Mundo. "Para a Copa não teremos nenhum problema de acolhimento, mobilidade e prestação de serviço. Temos absoluta tranquilidade que os aeroportos estão preparados para oferecer segurança e conforto a todos", disse.

Ainda assim, o levantamento da SAC mostra que 8,1% dos 15.166 voos marcados durante o período atrasaram por mais de 30 minutos. Isso representa 1.232 decolagens em seis dias. A situação mais crítica ocorreu no Aeroporto Santos Dumont (RJ), que chegou a fechar por causa do mau tempo na manhã do dia 18, o que gerou efeito cascata para outros terminais, como o de Brasília.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.