18°/ 33°
Belo Horizonte,
18/SET/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Foto de Suassuna deitado no aeroporto JK causa polêmica

Agência Estado

Publicação: 22/04/2014 21:07 Atualização:

Brasília, 22 - O romancista, dramaturgo e poeta Ariano Suassuna, de 86 anos, provocou uma polêmica nesta terça-feira, 22, nas redes sociais com a publicação, por um internauta, de uma foto sua deitado no aeroporto internacional de Brasília. Suassuna, que esteve em Brasília na terça-feira da semana passada para participar da 2ª Bienal do Livro e Leitura, foi flagrado deitado no chão da sala de embarque do aeroporto Juscelino Kubitschek, na manhã do dia seguinte, quarta-feira, enquanto aguardava o seu voo para Recife, que decolaria às 10h04.

O assessor pessoal de Suassuna, Alexandre Nóbrega, que também é seu genro e o acompanhava na viagem, afirmou que ele "faz isso sempre" e que "só estava descansando um pouco". E emendou: "ele tem o hábito de deitar no chão do aeroporto. Já fez isso muitas vezes e faz em qualquer aeroporto". Questionado se Suassuna já fez isso também no exterior, Nóbrega disse que não "porque nunca saiu daqui" do País. Ainda segundo o assessor, Suassuna afirmou que "ficou muito surpreso com a repercussão de sua foto deitado no chão do aeroporto de Brasília até porque uma outra foto dele deitado no aeroporto de São Paulo também já havia sido publicada e não teve essa divulgação toda".

O assessor de Suassuna contou que o escritor alega que deita no chão porque "nunca tem lugar para sentar no aeroporto" e "as cadeiras são sempre muito desconfortáveis". Ele não lembrava se naquele dia tinha cadeira vazia se ele quisesse se sentar. Alexandre Nóbrega informou ainda que "por acaso" o voo de quarta-feira da semana passada não estava atrasado e Suassuna resolveu deitar no chão da sala de embarque "para descansar um pouco e esperar a hora do voo". E completou: "não importa por quanto tempo. Podem ser só dez minutinhos. Ele faz sempre e em qualquer lugar por isso ficou tão assustado com a repercussão".

Concessionária.

A Inframérica, empresa responsável pela administração do aeroporto de Brasília, não soube dar explicações para a foto de Suassuna. Segundo a Inframérica, somente com informações precisas sobre a data e o horário poderia dar esclarecimentos sobre o caso. No início da noite, com a informação da data e horário, a Inframérica disse que ia buscar imagens para verificar o que aconteceu, mas não deu resposta até o fechamento da edição.

O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, de acordo com sua assessoria, evitou falar sobre assunto, justificando que apenas a operadora aeroportuária poderia se manifestar. Neste mesmo dia 16, quarta feira, quando Suassuna se deitou no chão do aeroporto, a presidente Dilma Rousseff esteve inaugurando o terminal sul, uma expansão do aeroporto JK. Só que Suassuna embarcou pela manhã e a presidente foi ao terminal, às 15h.

O assessor de Suassuna informou ainda que uma "mocinha da Infraero" chegou a abordá-lo para perguntar se ele estava precisando de algo ou se estava sentindo alguma coisa, mas ele mesmo explicou que não era preciso se preocupar porque ele estava bem e que tinha costume de se deitar no chão do aeroporto para descansar. De acordo com informações obtidas pelo Estado, a funcionária, na verdade, era da Inframérica e teria relatado o fato para superiores, mas não sabia que se tratava de Ariano Suassuna.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Geraldo Nascimento
Esse é o "CARA". Chega-se a um período da vida em que um grande homem pode tomar atitudes as mais inusitadas possíveis. Fica aí registrada minha admiração constante por esse ícone da literatura brasileira. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.