Polícia prende suspeito de incendiar 34 ônibus em SP

Preso é irmão gêmeo de homem executado nessa segunda-feira. Polícia acredita que crimes têm relação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 22/04/2014 16:49 / atualizado em 22/04/2014 17:40

Agência Estado

Um dos suspeitos de incendiar 34 ônibus na madrugada desta terça-feira, 22, no pátio de estacionamento da empresa Urubupungá, em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo, foi preso nesta tarde, segundo informações da Polícia Civil. Edilson Almeida Silva, de 19 anos, foi encontrado em sua casa, a um quilômetro do pátio. O suspeito é irmão gêmeo de Edenilson, que foi executado com 24 tiros na noite desta segunda, 21, no bairro Parque Oeste, por dois homens que desceram de um carro preto, modelo Astra. Pela manhã, o chefe da delegacia seccional de Osasco, Paulo Tucci, já havia levantado a possibilidade de ligação entre a morte de Edenilson e o incêndio no pátio de ônibus. Segundo Tucci, o rapaz morto tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Incêndio

Trinta e quatro ônibus foram incendiados por volta de 1h desta terça-feira, 22, no pátio de estacionamento da empresa Urubupungá, uma das duas que realiza o transporte municipal da cidade de Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo. A empresa estima que 20 mil passageiros tenham sido prejudicados na manhã desta terça-feira e que o prejuízo chegue a R$ 10 milhões.

Cerca de 10 homens armados renderam um vigilante e três manobristas e invadiram o pátio de estacionamento da empresa que fica no bairro de Jardim Mutinga, no norte do município. O grupo usou gasolina para atear fogo nos veículos que estavam no pátio e as chamas se alastraram rapidamente. Ao todo, 23 carros tiveram perda total e 11 foram destruídos parcialmente. Segundo a empresa, os próprios funcionários foram obrigados pelos criminosos a jogar gasolina nos ônibus, mas ninguém ficou ferido.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.