Turistas lotam praias e provocam lentidão na Rio-Santos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 19/04/2014 11:37

Agência Estado

Caraguatatuba, 19 - Com o tempo bom e forte calor, a corrida dos turistas às praias do litoral norte de São Paulo provoca na manhã deste sábado, 19, lentidão na Rodovia Rio-Santos, que cruza as cidades de Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, no trecho paulista. Os trechos mais críticos são justamente nos acessos a algumas praias.

Em Ubatuba o motorista leva ao menos 30 minutos para percorrer o trecho da Praia Grande, que em dias normais é feito em cinco minutos. Por ali há grande concentração de banhistas, que a todo momento cruzam a rodovia sentido praia, contribuindo para a lentidão no trânsito. Em Caraguatatuba, na Praia Martim de Sá, uma das mais procuradas, o motorista também encontra dificuldades para chegar ao local devido à morosidade no fluxo. Situação semelhante ocorre na Praia de Maresias, em São Sebastião.

Em Ilhabela o turista também já enfrenta trânsito lento para chegar às praias, principalmente as localizadas no lado sul, como Curral, Ilha das Cabras e Praia Grande. A SP-131, única via de ligação entre o norte e o sul, que não possui acostamento e fica congestionada praticamente todo o dia.

O movimento nas rodovias de acesso ao litoral norte é tranquilo nesta manhã. Na noite de sexta-feira já não havia mais trânsito intenso. O trecho entre São José dos Campos e Caraguatatuba era percorrido em uma hora. No retorno, a expectativa do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) é que o maior fluxo de retorno dos turistas às suas cidades de origem é das 12h de segunda-feira, 21, às 2h da terça-feira, 22. Já o Desenvolvimento Rodoviário S/A prevê que o maior fluxo nas rodovias administradas por ela no sentido planalto seja a partir deste domingo, 20, entre 15h e 20h e na segunda-feira, entre 8h e 20h. A Polícia Rodoviária Estadual recomenda aos motoristas que evitem esses horários para evitar congestionamentos nas rodovias.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.