Polícia tenta elucidar morte de adolescentes no Tietê

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/04/2014 17:19

Agência Estado

Araçatuba, 17 - As polícias de Andradina e Pereira Barreto, no interior paulista, tentam desvendar as mortes das adolescentes Yara Barbosa, 14 anos, e Jhenifer Nayara da Silva, de 13, encontradas mortas no Rio Tietê, em Pereira Barreto. As duas, que moravam em Andradina, estavam desaparecidas desde sábado ,12, quando deixaram suas casas para se divertir num avenida que é ponto de encontro dos jovens da cidade.

O corpo de Yara foi encontrado por pescadores, na manhã de terça-feira, boiando próximo de uma ponte na entrada da cidade. A menina estava só de sutiã, sem calcinha e com uma fita ou uma meia amarrada no braço esquerdo. Nas buscas feitas na quinta-feira, os mergulhadores do Corpo de Bombeiros encontraram Jhenifer, nua, boiando em um dos braços do Tietê, a cerca de quatro quilômetros do local em que a amiga foi localizada.

Nesta sexta-feira, 16, no enterro de Jhenifer, familiares pediram Justiça, acreditando que menina tenha sido vítima de homicídio. A polícia, no entanto, vê o caso com cautela. O delegado Tadeu Carvalho, de Andradina, por exemplo, embora não descarte homicídio, diz que o caso pode se tratar de afogamento. Para ele, as duas meninas podem ter ido se divertir numa das prainhas que ficam naquela região do Tietê e se afogado. Mas familiares não acreditam nesta hipótese porque, segundo ele, as meninas, além de não estarem costumadas passar noites fora de casa, sempre davam notícias de onde estavam quando se atrasavam.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.