Médicos são condenados por morte da mãe de Sean Goldman

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/04/2014 16:49

Agência Estado

Rio, 17 - Os médicos Nadir Farah e Izabel de Araújo Nogueira foram condenados por homicídio culposo pela morte da estilista Bruna Bianchi, ocorrida em agosto de 2008, logo após o parto da filha. A 25ª Vara Criminal do Rio considerou que houve erro médico e condenou os dois a três anos e quatro meses de detenção, mas a pena foi substituída pelo pagamento de 400 salários mínimos cada um à família da estilista. Cabe recurso.

A morte de Bruna, que também era mãe de Sean Goldman, hoje com 13 anos, acabou originando uma batalha judicial entre os avós maternos e o pai do menino, o americano David Goldman, que queriam a guarda de Sean. Em 2004, a estilista, que morava nos Estados Unidos, voltou ao Brasil com o filho sem a autorização do pai e pediu o divórcio. O caso ganhou repercussão internacional até que, em 2009, Sean foi entregue ao pai biológico.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.