14°/ 26°
Belo Horizonte,
23/SET/2014
  • (7) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Menino encontrado morto no RS é sepultado em Santa Maria Corpo foi enterrado ao lado da mãe, que morreu em 2010. Apenas o lado materno da família compareceu

Agência Estado

Publicação: 16/04/2014 14:19 Atualização: 16/04/2014 15:12


Garoto havia pedido ao MP para morar com outra família (Divulgação / Polícia Militar - RS)
Garoto havia pedido ao MP para morar com outra família
O menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, encontrado morto em um matagal em Frederico Westphalen, norte do Rio Grande do Sul, foi sepultado na manhã desta quarta-feira, 16, no cemitério de Santa Maria, região central do Estado. O enterro foi acompanhado por seus familiares do lado materno. A avó do garoto, Jussara Uglione, de 73 anos, não acompanhou a cerimônia. Em estado de choque, ela foi hospitalizada e permanece em observação.

Segundo as investigações policiais, o garoto teria sido morto com uma injeção letal aplicada pela madrasta, a enfermeira Graciele Ugulini. A informação foi dada pela assistente social Edelvânia Wirganovicz, que teria auxiliado Graciele a enterrar o corpo em um matagal nas proximidades de Frederico Westphalen, a 80 quilômetros de Três passos, onde o menino morava com o pai e a madrasta.

Caso

O sumiço de Bernardo foi comunicado à polícia pelo pai, o médico Leandro Boldrini, de 38 anos, no domingo, 6 de abril, quando ele teria percebido que o menino não voltava depois de passar o fim de semana na casa de vizinhos. Pelos dez dias seguintes os moradores da cidade de 24 mil habitantes, localizada a 470 quilômetros de Porto Alegre, se mobilizaram em campanhas pela localização do garoto.

A investigação policial encontrou contradições entre os depoimentos dos familiares e descobriu que, em 4 de abril, dia em que Bernardo teria saído de casa, a madrasta foi multada por excesso de velocidade em uma viagem a Frederico Westphalen. Policiais rodoviários informaram que a criança estava no automóvel na ocasião.

Posteriormente, a polícia localizou Edelvânia, amiga da madrasta, que, depois de algumas negativas, teria indicado a localização do corpo.

Na noite de segunda-feira, os policiais encontraram o menino morto, enterrado em um saco de plástico em um matagal próximo de um riacho em Frederico Westphalen. Também cumpriram mandados de prisão temporária contra o médico, a madrasta e a amiga da madrasta, que foram levados a presídios de outras cidades por razões de segurança.
Tags:

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: leonardo fernandes
Oh moderador tenha coragem de publicar. PARA FAZER UMA CPI AQUELAS CANALHAS DE BRASILIA ARRUMAM VOTO RAPIDINHO. PARA FAZER UM NOVO CÓDIGO PENAL NÃO SE MOVIMENTAM COM TANTA RAPIDEZ . ATÉ QUANDO A SOCIEDADE BRASILEIRA IRA CONVIVER COM ESSAS BARBÁRIES. | Denuncie |

Autor: Carlos Felipe Guimaraes
Um médico, uma enfermeira e uma assistente social...e pelo que tudo indica, eles também foram responsáveis pela morte da mãe do menino, que, supostamente, teria suicidado dias antes de assinar uma separação milionária. A herança passaria para o menino...coincidência??? | Denuncie |

Autor: Marco Pereira
DIZEM: se cumprissem o que manda a lei...só que os homens que sentenciam, tem o rabo preso com ela por cometerem também crimes que ficam escondidos atrás de suas togas e gravatas. Taí o paizinho que é o Brasil...que se tornou com a bandidagem de todos que poderiam nos proteger do crime e não fazem. | Denuncie |

Autor: Marco Pereira
O QUE DIZER DE NOSSA LEI BRASILEIRA? estão matando neste país exatamente por ela ser boazinha demais para o brasileiro. Uma população tem que ter uma lei para que estes, o povo a respeite como deve: com medo, para que não cometam crimes como este do garoto, por exemplo...como não temos lei... | Denuncie |

Autor: agda barros
PENA DE MORTE PARA ESSES TRÊS! Mas como a justiça é injusta, é capaz de colocar a culpa na vítima. | Denuncie |

Autor: jorge aparecido dutra
Tai: nem negro, nem pobre nem de família de analfabetos nem desestruturados; pra quem gosta de dogmas é um caso a se analisar. | Denuncie |

Autor: claudia moreira
pena de morte para esse médico monstro | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.