Onça atropelada em rodovia de SP passa por cirurgia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/04/2014 16:49

Agência Estado

Araçatuba, 10 - Médicos veterinários do Hospital Veterinário da Universidade Estadual Paulista (HV/Unesp), de Botucatu, concluíram na noite desta quarta-feira, 09, as cirurgias para recuperar a onça parda resgatada de um atropelamento na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Agudos, na quinta-feira, 03.

De acordo com o coordenador do Centro Médico de Pesquisa em Animais Selvagens (Cempas), Carlos Roberto Teixeira, as equipes corrigiram duas fraturas e uma fissura no úmero e no fêmur das duas patas do lado esquerdo do animal. Em sete horas de cirurgias, foram colocadas placas e parafusos, pinos intramedulares e fios de aço para fixar os ossos.

Segundo Teixeira, a onça suportou bem a operação, mas agora a equipe entra na fase mais crítica de recuperação do animal, que é mantê-lo calmo no pós-operatório para possibilitar a cicatrização dos ossos e, ao mesmo tempo, fazer o animal voltar a se alimentar e seu organismo, a funcionar.

"Os próximos dias serão cruciais. Se o animal se mantiver calmo, ele pode se recuperar, mas, se se movimentar muito, pode romper as cirurgias e colocar sua vida em risco", disse. Para evitar, os veterinários deverão medicar o animal com calmantes.

A onça - um macho de 56 quilos - está na lista dos animais em risco de extinção. Ela foi resgatada em estado gravíssimo, pois além das fraturas, sofreu traumatismo craniano e hemorragia no pulmão.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.