20°/ 35°
Belo Horizonte,
01/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bebê indígena morre vítima de gripe suína no Pará

Agência Estado

Publicação: 08/04/2014 16:49 Atualização:

São Paulo, 08 - Um bebê indígena da etnia Xikrin, de um ano e três meses, morreu no último domingo, 06, vítima do vírus H1N1. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) nesta terça-feira, 08. Segundo o órgão, a criança morava na aldeia Djudjêko e não era vacinada contra a doença, mais conhecida em todo o Brasil como gripe suína.

A Sespa informou que a doença foi constatada pelo Instituto Evandro Chagas (IEC), após exame do material biológico da criança, quando foi constatado como positivo a existência do vírus H1N1. O bebê estava internado desde o último dia 31 de março no Hospital Regional Público do Sudeste, em Marabá, a aproximadamente 685 km de Belém.

O órgão confirmou ainda que outro bebê da etnia Xikrin, de dez meses, está internado no Hospital Yutaka Takeda, em Parauepebas, também com diagnóstico positivo para H1N1. Segundo a Secretaria, o estado de saúde da paciente é estável. A Pasta afirma que a criança também não possui histórico de vacina contra a gripe suína.

A Sespa informou ainda que o Departamento de Epidemiologia do órgão vai solicitar ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, a antecipação da campanha de vacinação contra o vírus H1N1, que começaria somente no próximo dia 22 de abril, para as aldeias indígenas do Estado do Pará.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.