Polícia apreende adolescente que matou homossexuais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 08/04/2014 12:37

Agência Estado

Araçatuba, SP, 08 - A Polícia Civil de Bauru apreendeu um adolescente de 17 anos, acusado de matar dois homossexuais e tramar a morte de um terceiro, em Agudos, no interior de São Paulo. O adolescente foi detido na casa de familiares, em Bauru, para onde havia fugido após o crime. Ele era procurado desde 2 de abril, quando a polícia encontrou o corpo de Igor Alves, de 15 anos, em uma floresta de pinus, na zona rural de Agudos.

Segundo o delegado Jader Biazon, de Agudos, o adolescente confessou o assassinato de Igor e disse que praticou o crime por "ter ódio de homossexuais", embora mantivesse um relacionamento amoroso com a vítima, que era apaixonada pelo assassino.

O adolescente tinha acabado de cumprir medida socioeducativa de internação na Fundação Casa pela morte do empresário Waldiney Rocha, de 56 anos, em março de 2013. No dia 27 de março deste ano, foi colocado em liberdade pelo Juizado de Menores, e dois dias depois, matou Igor Alves.

Nos dois crimes, ele contou com ajuda de comparsas e usou uma faca como arma para matar as duas vítimas, com quem mantinha relacionamentos amorosos. Na morte do empresário, assassinado com 16 facadas, um rapaz de 18 anos foi preso por participar do crime. Na morte de Igor, um outro adolescente, de 15 anos, confessou a participação e mostrou à polícia onde estava o corpo da vítima, também morta a facadas.

Um outro adolescente, de 15 anos, que era assediado pelo adolescente, também seria morto, mas o plano deu errado com o esclarecimento da morte de Igor.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.