15°/ 28°
Belo Horizonte,
21/NOV/2014
  • (14) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Memória » Morre, aos 66 anos, José Wilker Ator faleceu na manhã deste sábado, no Rio de Janeiro. Wilker teria sofrido um infarto fulminante

Diário de Pernambuco

Publicação: 05/04/2014 11:25 Atualização: 05/04/2014 19:49

 (Paulo de Araujo / CB / D.A Press)


Morreu na manhã deste sábado, aos 66 anos, o ator, diretor e crítico de cinema José Wilker. Ele sofreu um infarto fulminante no apartamento da namorada, Claudia Montenegro, em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele deixa as filhas Isabel, Mariana e Madá Wilker.

Wilker nasceu no dia 20 de agosto de 1947, em Juazeiro do Norte, no Ceará. Seu pai, Severino, era um caixeiro viajente o filho terminou vindo para o Recife. Fazia parte do Movimento Popular de Cultura e do Partido Comunista Brasileiro.




Seu primeiro filme foi em 1965, 'A Falecida', com uma participação não creditada. Em 1979, esteve no elenco do filme 'Bye Bye Brasil' e em 1985, no elenco de 'O Homem da Capa Preta'.

Participou do  filme 'Dona Flor e seus Dois Maridos', em 1976, que foi recorde de bilheteria até 2010, quando perdeu o posto para o filme 'Tropa de Elite', em 2010.

Nas telonas contabilizou 69 filmes. Foi também comentarista oficial da transmissão da premiação do Oscar da Rede Globo. Além de apresentar o programa Palco & Platéia, que é transmitido pelo Canal Brasil.

Foi diretor-presidente da Riofilme – distribuidora de filmes do município do Rio de Janeiro. As filhas de José Wilker são Mariana, com a atriz Renée de Vielmond, e Isabel, com a atriz Mônica Torres. Foi casado com Guilhermina Guinle. Seu último casamento foi com a jornalista Claudia Montenegro com quem teve Madá.

Seu último personagem, Herbert, na Rede Globo foi na novela das oito, 'Amor à vida'. Ele fazia o papel do diretor médito do Hospital San Magno, na trama de Walcyr Carrasco. Seu personagem fez par romântico com as personagens das atrizes Carolina Castin, Eliane Giardini e Bárbara Paz.
 
Tags:

Esta matéria tem: (14) comentários

Autor: tom car
Comparar Rodrigo Santoro ao José Wilker fez doer as tripas. | Denuncie |

Autor: Alain Jove
e este Lula não vai? | Denuncie |

Autor: Alain Jove
Eu me lembro o primeiro trabalho dele que vi, foi Bandeira Dois, ele era filho do bicheiro Tucão vivido por Paulo Gracindo, a motorista de taxi era Marilia Pera, quantas saudades? | Denuncie |

Autor: Teo Fernandes
Agora nós temos: jornais e TV só falando nisso. | Denuncie |

Autor: Luiz Rocha
Perda lamentável. Wilker para mim um dos melhores atores que eu já vi. Dentre seus personagens destaco Roque Santeiro da novela e Tiradentes no filme inconfidência mineira. Alem de Wilker, Lima Duarte e Rodrigo Santoro. | Denuncie |

Autor: Tarcísio Moura
Grande perda. Ele foi um dos grandes atores do Brasil. Sentiremos falta dele. | Denuncie |

Autor: Marco Pereira
Pois é...porque morrem cedo os bons deste país? artistas ou não, pessoas do bem poderiam viver uma longa vida para depois sim, descansar com Deus. Josè Wilker vai deixar saudades enormes por ser um ator que todo personagem que fazia, era ele próprio...uma pena... | Denuncie |

Autor: Geraldo Pianetti F.
Grande ator, grande perda...mas a vida continua. Fazia parte da esquerda caviar... | Denuncie |

Autor: carlos bertoline
Excelente ator. O pouco cinema brasileiro e a tv perdem um astro. Mas com todo o respeito, deixo de admirá-lo por duas situações: ser comunista e como apresentador do Oscar, quando era apresentado pela Rede Globo. Neste último, sempre tentando substituir o insubstituível Rubens Ewald Filho. | Denuncie |

Autor: Katia Oliveira Santos
Vou lembrar sempre do "Coroné Belarmino", de Renascer: _É justo. Muito justo. É justíssimo! | Denuncie |

Autor: Marcos Siqueira
ENQUANTO ISSO, LULA E DILMA ESTÃO AÍ VIVINHOS DA SILVA, SACANAGEM É UMA BAITA PERDA... | Denuncie |

Autor: pablo
Foto semioticamente maldosa. Entendedores entenderão se isto passar pela moderação. | Denuncie |

Autor: Marco Vieira
Lá se vai um brilhante artista. Pena. Que Deus conforte a toda família. Força e Fé. | Denuncie |

Autor: Marcio Carneiro
Que perda! O teatro, o cinema e a TV estão de luto. Além de ser ótimo ator, era um ótimo diretor e um excelente crítico de cinema. As próximas premiações do Oscar não terão o mesmo brilho! Estou realmente triste! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.