Pezão diz ser 'impossível' retirar água do rio Paraíba

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/04/2014 13:31

Agência Estado

Rio, 04 - O novo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), falou sobre a principal divergência entre o Estado e São Paulo: a transposição das águas do rio Paraíba do Sul, proposta pelo governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), como alternativa para períodos de seca no sistema Cantareira.

Após a cerimônia de posse na manhã desta sexta-feira, 4, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Pezão disse que o tema será analisado por técnicos do Rio, de São Paulo e da Agência Nacional de Águas (ANA), por se tratar "de um rio nacional". Ele também afirmou que não medirá esforços para que a atual destinação das águas seja mantida.

"Hoje, é impossível retirar água do Paraíba do Sul. Não vejo qualquer outra destinação (para as águas) a não ser a que já é feita pelos estados do Rio e de Minas Gerais. Não vou medir esforços para que continue assim", comentou.

O rio Paraíba do Sul nasce em São Paulo e passa pelo Rio e por Minas Gerais. No Estado fluminense, abastece 15 milhões de pessoas, além de abastecer as cidades do Vale do Paraíba, em São Paulo.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.