Empresário reage e é morto por assaltante no DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/04/2014 15:31

Agência Estado

Goiânia, 03 - Um jovem empresário morreu na manhã desta quinta-feira, 3, no entorno do Distrito Federal, após reagir a um assalto a mão armada. O crime ocorreu em Luziânia, cidade goiana do entorno, distante 210 quilômetros de Goiânia.

Identificado apenas como Paulo Henrique, de 26 anos de idade, o empresário teria sido assaltado por dois homens em uma motocicleta logo após sacar R$ 16 mil em um banco da cidade. Ele teve o malote com a quantia tomado pela dupla que escapou na moto.

Inconformado com a perda do dinheiro, ele teria perseguido os ladrões em um carro até atingir a motocicleta com o veículo, derrubando a dupla. O empresário ainda tentou amarrar um dos bandidos, quando um deles reagiu e atirou na cabeça da vítima. O empresário foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Luziânia, mas não resistiu aos ferimentos.

Após o crime, os dois assaltantes ainda tomaram um Fiat Strada de outra vítima e tentaram escapar pela BR-040. A Polícia Militar foi avisada e houve perseguição. Os ladrões trocaram tiros com os policiais. No confronto, um dos suspeitos, um homem de aproximadamente 40 anos de idade, que dirigia a Strada, morreu. O outro suspeito, identificado como Jhonnatan Sousa, de 24 anos, acabou preso em flagrante. Segundo a PM de Goiás, a dupla é conhecida por praticar roubos no entorno de Brasília.

Balanço

Também nesta quinta-feira, o governo de Goiás divulgou um balanço dos casos de homicídios, onde registra redução de 13,62% dos assassinatos no Estado em comparação ao mês de março de 2013. No entorno do DF, onde ocorreu o latrocínio na manhã de hoje, a redução, segundo a Secretaria de Segurança Pública, chegou a 27,6%.

O secretário de Segurança, Joaquim Mesquita, fez um comparativo dos dados dos últimos três anos. Enquanto em março de 2012 houve aumento de 23% nos assassinatos em Goiás e um salto de 171% em Goiânia. Em 2014 o Estado conseguiu diminuir o índice 13% em Goiás e 7% em Goiânia em relação ao ano passado.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.